Para o homem o trabalho é vida?

“Lutemos por um mundo novo… um mundo bom que a todos assegure o ensejo de trabalho, que dê futuro à mocidade e segurança à velhice.”

Charles Chaplin

O eterno sábio Charles Chaplin se refere a um mundo renovado pelo trabalho, que promove a bondade entre as pessoas, e, principalmente, faz com que se construa um futuro para a juventude, de modo que quando idosos tenham as garantias de segurança.

Atualmente as manchetes de jornais veiculados na Internet, bem demonstram em suas titulações o caos que estão vivenciando milhares de homens de todas as idades. Saber que milhares de homens correm atrás de vagas para salários mínimos ou pouco mais, muitos passando a noite na fila… a causa, por que foi desempregado de pequenas empresas cujas maioria fecharam suas portas, diante de uma crise fabricada… e de um “cenário destrutivo pessimista!”

As despesas fixas aumentam com juros nas esperas de vagas de trabalho, uma rotina de madrugada a noite a dentro, de filas a exaustão de caminhar, ou pedalar uma bicicleta numa estrada, que parece não ter fim. Mal alimentados… e, ali esperam com a “esperança na mão e no coração” … E, tristemente percebem que chega a ter 5 a 8 candidatos por vagas… Querem qualquer cargo, trabalhar em qualquer coisa, mas o que desespera é o estar sem emprego algum…

O homem brasileiro é um trabalhador, haja vista quantos saem a vender agua, biscoitos, balas etc. nas esquinas, nas praças, dentro e trens… enfim, dia e noite, estão com suas pequenas compras de mercadorias, é com o fruto da venda diária que alimentam um pouquinho a mais a família, comprando o que já faltava.

E, os “direitos adquiridos”? Como dormir quase faminto, e desencantado porque pensa que lhe estão boicotando em sua previdência, que a falta disto lhe trará o risco de não ter a mínima segurança na sua velhice… além de não poder ofertar o necessário básico para a própria.

Não é justo tratá-los como corjas, desocupados etc. Pois, não são, e, não estão sendo seres inferiores…

Por que querem administrá-los e decidir o destino das multidões? Se as altas cortes e cúpulas têm seus altos salários, foi porque “estes homens na base da pirâmide” em sua maioria, foram e sempre serão o sustentáculo de todas as administrações, em todos os segmentos sociais…

Quem os acusam e os deprimem, quem os abandonam a própria sorte pela exploração, quem os discriminam, jamais suportariam ter que “suportar o mesmo.

Ser algoz com quem lhes dá a base da vivencia, na sua força bruta e na sua mão de obra para quaisquer momentos, soa a estupidez emocional.

Querer desprezar, quem lhe serve nas atividades básica de sua vida do cotidiano, é a insanidade sem cura social…

Chaplin diria: “Homens é que sois, não máquinas!”

Nossa indignação e abraço solidário, e o reconhecimento do valor de cada trabalhador e de cada trabalhadora de nosso país, independente de que área e formação precise.

Dia 7 de setembro Dia da Independência do Brasil…

Que seja também o dia da sua libertação do “jugo dos exploradores da sua vida e a de sua família!” POIS PARA CADA UM DO POVO O TRABALHO É VIDA!

Vamos nos manter no controle de nossas emoções, vamos buscar a vitória pela nossa fé: e força nos bons princípios, e na união da maioria, com a minoria.

A vitória de uns é a vitória de todos. A vitória de umas é a vitória de todas.

Receba nosso fraternal abraço e o que pesquisamos para você nesta edição, quiçá possa servir-lhe na indicação e fontes e sugestões.

Elisabeth Mariano e equipe ESPAÇO HOMEM.

Link permanente para este artigo: http://espacohomem.inf.br/2018/08/para-o-homem-o-trabalho-e-vida/