Entrevista com o Engenheiro Civil e Perito Judicial Alexandre Alves Mendonça

Alexandre Alves Mendonça

Perfil do Engenheiro Civil e Perito Judicial Alexandre Alves Mendonça

Perito em Engenharia Civil, vistoria e avaliação de imóveis, associado ao CONPEJ (Conselho Nacional dos Peritos Judiciais da República Federativa do Brasil).

Engenheiro civil, Diretor executivo da empresa AM4 engenharia e consultoria, com 25 anos de experiência atuando no gerenciamento de grandes obras no Brasil e América Latina, com vasta experiência em diversas obras, desde: habitação popular, edifícios e casas de alto padrão, edificações públicas (centro de convenções, hospitais), obras industriais e de infraestrutura (saneamento, barragens, estradas).

Formado em Engenharia Civil pela Universidade Federal da Bahia com especialização em gerenciamento de projetos pela FIA e associado ao CONPEJ (conselho nacional dos peritos judiciais da república federativa do Brasil).

Atuando atualmente como Perito judicial em engenharia civil, vistoria e avaliações de imóveis no poder judiciário brasileiro e tribunais arbitrais no Peru e Uruguai.

Contatos:

E-mail: aalvesm@icloud.com | alexandre@am4eng.com

Whatsapp: (11) 97644-1451

SAIBA MAIS SOBRE VÍCIOS EM IMOVEIS:


Ouça a entrevista: Radio Espaço Homem – 2019-03-15 – Alexandre Alves Mendonça

https://drive.google.com/file/d/1wi1UxxWkZwp8eifX4Xncqy4hBs4rtm_U

OBS.: Respeitamos a Liberdade de Expressão de todas as pessoas. As opiniões aqui expressas NÃO refletem as da RÁDIO ESPAÇO HOMEM, sendo estas de total responsabilidade das pessoas aqui entrevistadas.

Link permanente para este artigo: http://espacohomem.inf.br/2019/03/entrevista-com-o-engenheiro-civil-e-perito-judicial-alexandre-alves-mendonca/

Economia da América Latina

Last updated Feb 28, 2019

No artigo a seguir, você vai encontrar os 17 países mais ricos da América Latina, em relação ao Produto Interno Bruto, à renda per capita e às áreas mais produtivas do sector económico.

Os países da América Latina têm apresentado um importante crescimento econômico nos últimos anos, ao oferecer produtos e serviços de alta qualidade no mercado internacional. Também têm investido capital em novas tecnologias para facilitar todos os processos industriais necessários para a fabricação e produção de produtos destinados à exportação.

(Fonte: https://foodeliciouz.com/economia-de-america-latina/?utm_source=taboola&utm_medium=brasil247&utm_campaign=1844081&utm_content=1041722&utm_term=fdz_por2_richam_dsk_070219, data de acesso em 10/03/2019)

Link permanente para este artigo: http://espacohomem.inf.br/2019/03/economia-da-america-latina/

Google indeniza funcionários homens por ganharem menos que as mulheres

Sandro Pozzi

Nova York 7 mar 2019 – 19:49 CET

Estudo sobre salários da empresa tecnológica surpreendeu por mostrar uma disparidade favorável às trabalhadoras em uma categoria de programadores

O estudo anual feito pelo Google sobre os salários de seus funcionários foi concebido para detectar qualquer disparidade relacionada com gênero e raça, para corrigi-la antes de que fosse um problema. Mas a empresa tecnológica descobriu que estava pagando menos para os homens do que para as mulheres que faziam o mesmo trabalho, e agora ela precisa indenizar milhares de funcionários homens afetados por esta discriminação, conforme anunciou nesta segunda-feira o gigante tecnológico em uma postagem no seu blog.

“A remuneração deve ser baseada no que você faz, não em quem você é”, afirma Lauren Barbato, a encarregada de analisar a igualdade salarial no Google. A companhia, explica, conta com um algoritmo que determina o pagamento em função do trabalho que o empregado faz, o local onde o desempenha, seu cargo e seu rendimento. Se a direção quiser ajustá-lo “deve facilitar um argumento claro”, acrescenta.

A análise estatística que a empresa faz anualmente revelou uma discrepância entre os engenheiros de programação que levou a um ajuste salarial. A companhia anuncia que distribuirá 9,7 milhões de dólares (36,6 milhões de reais) para compensar 10.677 funcionários por terem recebido menos dinheiro em 2018 devido ao seu gênero ou raça. Não se especifica quantos deles são homens.

O Google, como outras grandes empresas tecnológicas do Vale do Silício, está sendo alvo de um intenso escrutínio sobre questões relacionadas ao gênero. A discriminação salarial é uma delas, mas também o assédio sexual. Os empregados da Alphabet, companhia controladora do buscador, protagonizaram recentemente uma jornada de protestos em todo o mundo para forçar os executivos a agirem.

A Alphabet, matriz do Google, tinha quase 99.000 funcionários no final de 2018. O resultado da análise causou surpresa na imprensa especializada em questões tecnológicas, porque o que era denunciando até agora era que a disparidade salarial prejudicava as mulheres. Também chama a atenção a diligência com a qual se corrige o problema, pois as empresas tecnológicas levaram anos até admitirem o problema com o gênero e a raça.

Sete em cada 10 empregados do Google são homens, uma cifra que sobe para 75% nos cargos de direção.

Além disso, 53% dos empregados são brancos, e 36% são asiáticos, ao passo que os negros e latinos representam apenas 2,5% e 3,6% respectivamente. A companhia de Mountain View admite que deve se empenhar mais para ter uma mão de obra mais diversificada, um problema que outros grandes atores da indústria tecnológica admitem ter também.

O estudo anual que o Google realiza desde 2012 para determinar a igualdade salarial, entretanto, não é perfeito e oferece uma imagem incompleta. Por exemplo, não especifica se uma engenheira recebe ao ser contratada a mesma remuneração que um homem com as mesmas qualificações. Barbato assinala que os procedimentos estão sendo revistos para resolver esses problemas estruturais.

(Fonte: https://brasil.elpais.com/brasil/2019/03/05/internacional/1551818585_386558.html?%3Fid_externo_rsoc=FB_BR_CM&fbclid=IwAR1b8_LGeItAMzQ4VjIIDZbfd2tU7pPbpklx3Wl4GLNl6ET4EPHg9QOCvtk, data de acesso em 10/03/2019)

Link permanente para este artigo: http://espacohomem.inf.br/2019/03/google-indeniza-funcionarios-homens-por-ganharem-menos-que-as-mulheres/

Reprodução assistida: barriga solidária e barriga de aluguel – uma análise jurídica e social

Júlia Casares Fuza

Com a evolução das técnicas de reprodução humana assistida em laboratório e as diversas pesquisas acerca deste tema, fizeram com que a discussão deixasse o campo apenas da Medicina para integrar também o do Direito. Muitos casais que não podem ter filhos pelo método convencional, seja por infertilidade, recomendação médica ou opção, e anseiam a isso, recorrem a reprodução in vitro. Essa alternativa traz inúmeras dúvidas e desafios ao legislador, ao magistrado, aos futuros pais envolvidos e aos médicos, e nesse ponto apresenta-se as formas mais comuns de reprodução assistida, bem como os conflitos éticos e de legislação a ela inerentes, como a remuneração da mulher que cedeu o útero.

Popularmente conhecida como barriga de aluguel, devido ao seu caráter remunerado em alguns países pioneiros, a reprodução humanamente assistida através de um útero de substituição, segundo o médico Arnaldo Schizzi Cambiaghi, consiste em uma “doação temporária de um útero para uma mulher que não possa engravidar”. São conhecidas várias técnicas de fecundação assistida, baseadas fundamentalmente na possibilidade de introduzir espermatozóides, óvulos ou embriões (óvulos já fecundados in vitro) no útero da futura mãe. As mais comuns são: fecundação homóloga e fecundação heteróloga.

Devido a crescente procura e ao avanço das técnicas de reprodução humana assistida, aumentou também a urgência de normas legais que a regulem no Ordenamento Jurídico brasileiro. Atualmente esses procedimentos são geridos somente pela resolução CFM Nº 2.013/2013. Publicada no D. O. U. De 09 de maio de 2013, Seção I, p. 119.

Obrigatoriamente aplicada nos casos de reprodução humana medicamente assistida, tal resolução prevê que nos casos de gestação com útero de substituição ou “barriga de aluguel”, só será permitida onde exista um problema médico que impeça ou contraindique a gestação na doadora genética, bem como limitam a idade da candidata à gestação em 50 anos e obriga a produção do termo de consentimento informado em todos os casos.

As doadoras temporárias do útero devem pertencer à família da doadora genética ou de seu parceiro, num parentesco até o quarto grau, sendo os demais casos sujeitos à autorização do Conselho Regional de Medicina. Deve-se ressaltar que a doação temporária do útero não poderá ter caráter lucrativo ou comercial.

É justamente no tocante a questão financeira entre as “mães” que reside a crítica e a dúvida a respeito de tal prática, uma vez que, segundo a visão da bioética, essa é imoral e ilícita, pois leva a “coisificação” do ser humano. “Coisificação” essa que reside no fato da placenta surgir durante a gravidez e adquirir o status de órgão porque essa atua de modo a possibilitar as trocas gasosas do feto, sua alimentação, e a eliminação de suas excretas. Dessa forma, quem

Cobra para carregar um feto alheio, está “vendendo” a sua placenta e cobrando “estadia” em seu útero.

Consta expressamente no atual Código Civilque os bens imateriais da pessoa humana, dentre eles integridade corporal – órgãos, são inalienáveis. Logo, não podem ser vendidos.

A própria UNESCO em 1997, criou os principais princípios quanto a dignidade humana e os direitos humanos, no qual há a proibição da comercialização de produtos do corpo humano.

A esse respeito, cita Oswaldo Fróes em seu livro “Direito Civil – Parte Geral”:

“São bens da personalidade, entre outros, a vida, o nome, as opções individuais, a psiquè e o físico. A personalidade começa desde a concepção, sob a condição do nascimento com vida, sendo impossível sua alienação.”

O conceito de filiação teve que acompanhar a evolução legislativa que ocorreu em nosso Direito. Antes tida apenas como a relação havida entre parentes consanguíneos em linha reta de primeiro grau, com o instituto da adoção, com novas possibilidades surgiram no campo da medicina, sobretudo, com o reconhecimento do afeto como causa da ligação entre duas pessoas na condição de pai e filho, esse conceito teve que ser ampliado.

Assim define Silvio Rodrigues:

“Filiação é a relação de parentesco consangüíneo, em primeiro grau e em linha reta, que liga uma pessoa àqueles que a geraram, ou a receberam como se as tivessem gerado.”

No tocante ao afeto, afirma Luiz Edson Fachin que a verdadeira paternidade não se explica somente pela autoria genética e que “pai também é aquele que se revela no comportamento cotidiano, de forma sólida e duradoura.”

No caso da fecundação homóloga, isto é, quando a fecundação é feita com o óvulo e o espermatozóide do próprio casal, a paternidade é dada a ambos, uma vez que o material genético envolvido provém deste.

Sendo assim, não há necessidade de declaração da doadora do útero sobre os gametas, apenas sobre a doação temporária do útero.

Já no caso da fecundação heteróloga, ou seja, quando a fertilização é feita com o óvulo ou o espermatozóide de terceiros; sendo este do banco de sêmen ou de óvulos, a filiação é atribuída ao casal envolvido, sem necessidade de declaração pública da gestante solidária quanto a tal fato, sendo somente preciso sua declaração apenas de “mãe” solidária, ou seja, de mero reservatório do feto. Agora, se a mulher que irá gestar o bebê for também a doadora do gameta é absolutamente necessária sua declaração de doação do óvulo para que se possa atribuir a maternidade a “outra mãe” envolvida.

Deixando de lado a reflexão jurídico-legal, e partindo para o ramo sociológico do Direito, deve-se levar em conta que o fato de ser mãe ou não, pesa decisivamente no comportamento de muitas mulheres em relação a si próprias e aos seus companheiros, de modo a interferir no progresso destas pessoas e de suas relações.

Deste modo, o Direito e todo o ordenamento jurídico, responsáveis pela organização social devem zelar pelo bem individual e coletivo. Além disso, todos os seres possuem o direito de realizar suas vontades, desde que essas não prejudiquem o interesse da maioria.

Logo, por que não se legaliza a prática da barriga de aluguel, se a própria barriga solidária envolve o intercambio monetário entre as “mães envolvidas”, o que caracteriza um tipo de “venda” ou “locação” do útero e da placenta? Se atualmente, na concepção moderna do termo família compreende-se desde união heteroafetiva, homoafetiva, até a uniparental, por que não se pode ter um filho gerado por outra pessoa com seus próprios gametas ou de terceiros numa relação contratual de prestação de serviços? O que há de tão errado nessa relação? Por que uma pessoa não pode decidir sobre o seu próprio corpo? Essas são dúvidas freqüentes que precisam ser respondidas para uma sociedade que cresce cada vez mais diversificada e ligada pelo afeto, numa espécie de mundo globalizado e pós-moderno.

Julia Casares Fuza

(Fonte: https://clinicagera.com.br/tratamentos/inseminacao-artificial/, data de acesso em 10/03/2019)

Link permanente para este artigo: http://espacohomem.inf.br/2019/03/reproducao-assistida-barriga-solidaria-e-barriga-de-aluguel-uma-analise-juridica-e-social/

Varicocele e infertilidade

VARICOCELE

Varicocele consiste na formação de varizes nas veias da região do escroto, onde estão alojados os testículos.

A dilatação dessas veias prejudica o fluxo sanguíneo local, a troca de nutrientes e leva ao acúmulo de substâncias tóxicas e ao aumento de temperatura. Esses fatores podem provocar alterações na quantidade – oligozoospermia – e qualidade dos espermatozóides.

VARICOCELE E INFERTILIDADE: FATOR DE RELEVÂNCIA MASCULINO PARA A DIFICULDADE DE ENGRAVIDAR.

A varicocele geralmente não causa danos e não requer tratamento. Se for necessária, pode ser feita uma cirurgia devido à infertilidade ou atrofia testicular, neste caso, a aparência final pode ser boa ou cursar com hidrocele. A remoção da varicocele pode fazer com que as temperaturas testiculares fiquem normais e que haja produção aumentada de espermatozóides. O tratamento do varicocele é cirúrgico e no procedimento “fecham-se” as veias do plexo venoso testicular, curando o varicocele.

CAUSAS

Doença genética que ocorre pela falência das válvulas existentes na veia testicular. Ocorre o acúmulo de substâncias nocivas nos testículos e, consequentemente, o aumento de sua temperatura, gerando a diminuição da produção de espermatozóides. Esta diminuição afeta diretamente a fertilização dos óvulos.

As varicoceles quando ocorrem mais frequentemente do lado esquerdo, por causa da posição da veia testicular esquerda; a incidência no lado esquerdo ocorre em 80 a 95%, bilateralmente entre 25 a 45%, e raramente apenas no lado direito. Apesar dessa questão da lateralidade, quando ocorre em só um testículo pode afetar a produção de espermatozóides em ambos os testículos.

Ocorre em 25% dos homens que tenham qualquer alteração seminal e em 11% nos que possuem análise seminal normal. Aqueles homens com infertilidade primária, a taxa de ocorrência é de 35% a 40%, enquanto nos que têm infertilidade secundária, a taxa é de 70% a 80%, que evidencia o caráter progressivo da lesão.

A varicocele tem início na adolescência, entre os 15 e 16 anos. Na infância não ocorre e o pico de incidência da varicocele é até os 25 anos. A aparição súbita de uma varicocele em homens mais velhos pode ser causada por tumor renal, que também pode comprimir e bloquear o fluxo sanguíneo.

Dificilmente a doença faz parte das preocupações de um garoto na puberdade, e, diferente das meninas que são acompanhadas pelo ginecologista, os meninos não tem o costume de acompanhamento.

SINTOMAS

A maioria dos pacientes portadores de varicocele são assintomáticos.

Quando têm sintomas, o paciente da Varicocele poderá sentir:

  • Dor no testículo, o sintoma mais comum.
  • Sensação de peso no(s) testículo(s): com piora e alivio ao deitar.
  • Diminuição (atrofia) do(s) testículo(s).
  • Veia aumentada visível ou palpável.

A varicocele pode ser causa de impotência sexual ou infertilidade?

Além dos sintomas acima descritos, outro bastante comum é a infertilidade. A varicocele pode ser encontrada na pesquisa pela causa da infertilidade. A disfunção erétil é rara, mas pode ocorrer nos casos de varicocele avançada bilateral e de grau III. Quando isso acontecer, é preciso procurar tratamento e, se não houver, é possível também ocorrer a atrofia dos testículos. Esta atrofia diminui a produção de testosterona, que é a conhecida causa de impotência.

TRATAMENTO

Qual o tratamento? A Varicocele tem cura?

A varicocele pode ser tratada com remédios, ou por procedimento cirúrgico, e sim, possui cura. A medicação melhora a circulação sanguínea, a fertilidade e alivia a dor e desconforto, para isto podem ser indicados diversos medicamentos:

  • Flavonoides fraccionados purificados e micronizados, compressas de gelo e natação também podem ajudar.
  • L-carnitina, para auxiliar na fertilidade, mas não é tão eficaz quanto a cirurgia.

OUTRO TIPO DE TRATAMENTO PODE SER:

Embolização de varicocele: processo não cirúrgico, semelhante a um cateterismo, no qual não é preciso anestesia geral (na maioria das vezes apenas sedação). Tem duração de 1 hora em média. É um procedimento bastante recente e não é o urologista que realiza, mas o cirurgião endovascular.

Procedimento cirúrgico para Varicocele

As veias do plexo venoso testicular são ligadas (fechadas), curando o varicocele. Contudo, a cirurgia pode ter complicações, sendo 5% a 29% dos casos a porcentagem de ocorrência. Também é indicada a cirurgia quando há concomitância de hidrocele.

Não há como prever qual paciente terá uma melhora significativa do espermograma, podendo considerar razoável a cirurgia para os casos de pacientes jovens com dificuldades de terem filhos.

Prevenção

Como prevenir?

Não existe prevenção para a varicocele. O que o paciente pode fazer é sempre consultar o médico para que ele verifique o avanço da doença e indique tratamento adequado.

É recomendado pelo Ministério da Saúde que os homens até os 40 anos, se não houver sinais de doença, consultem um médico pelo menos uma vez a cada 2 anos. Após essa idade, a frequência deve aumentar para uma vez por ano.

Fonte: Amato, JLS. Em Busca Da Fertilidade. 2014

(Fonte: https://fertilidade.org/content/varicocele, data de acesso em 10/03/2019)

Link permanente para este artigo: http://espacohomem.inf.br/2019/03/varicocele-e-infertilidade/

19 livros que você deve ler se quiser se tornar rico

Por Victor Leitão postado em setembro 12, 2017

Quer ficar rico? Acredito que todo leitor irá responder “Sim” a esta pergunta. A grande maioria das pessoas quer enriquecer, mas para conseguir tal feito alguns hábitos são fundamentais, e um deles é a leitura.

Através das experiências e dos ensinamentos de outras pessoas, podemos obter conhecimentos e ideias suficientes para mudar o rumo de nossas vidas.

Obviamente que não é uma tarefa fácil, exige alguns sacrifícios, bastante dedicação, trabalho e até uma pitada de sorte, por assim dizer, para que no momento em que a oportunidade chegar você possa estar atento para reconhecê-la e preparado para aproveitá-la.

Portanto, para auxiliar você a atingir este objetivo, preparamos uma lista com ótimos livros que irão te ajudar a se tornar e permanecer rico (a).

LIVROS QUE VOCÊ DEVE LER SE QUISER SE TORNAR RICO

1 – OS SEGREDOS DA MENTE MILIONÁRIA (T. Harv Eker)

O autor canadense conta, na obra, como conseguiu superar dificuldades pessoais e se tornar milionário em dois anos e meio. O método de Eker envolve 17 princípios básicos que devem nortear uma pessoa voltada à acumulação de riqueza.

Um desses princípios diz que o hábito de controlar as finanças é mais importante do que a quantidade de dinheiro que cada um tem. A publicação também fala sobre as diferenças na forma de pensar dos ricos em comparação com as pessoas comuns.

2 – QUEM PENSA ENRIQUECE (Napoleon Hill)

O autor passou 20 anos investigando os métodos e as práticas de 500 dos homens mais ricos do mundo nas primeiras décadas do século XX. Dessa pesquisa, o americano Hill extraiu 15 características comuns a todos os que juntaram fortuna.

Lançado pela primeira vez em 1937, o livro já vendeu 20 milhões de cópias no mundo todo e é considerado um clássico absoluto da categoria.

3 – PAI RICO, PAI POBRE (Robert T. Kiyosaki e Sharon L. Lechter)

Publicado pela primeira vez em 1997 nos Estados Unidos, o livro tornou-se um best seller imediato e hoje desfruta do status de clássico do segmento.

Os autores usam parábolas baseadas na vida de Kiyosaki para indicar formas eficientes para formação de patrimônio. A obra gerou uma série de outros produtos, como publicações e jogos voltados para crianças e adolescENTES.

4 – QUANTO CUSTA FICAR RICO – O GUIA DEFINITIVO PARA A TÃO SONHADA LIBERDADE FINANCEIRA (Paulo Portinho)

O engenheiro, administrador de empresas e professor Paulo Portinho mostra que é possível atingir a independência financeira em qualquer momento da vida.

O autor utiliza como base um “índice de riqueza” para ajudar o leitor a avaliar o próprio padrão de vida.

5 – 12 MESES PARA ENRIQUECER – O PLANO DA VIRADA (Marcos Silvestre)

O autor criou e mantém o Programa de Reeducação e Orientação Financeira (PROF) e é fundador da Sociedade Brasileira de Estudos Sobre Dinheiro.

O livro detalha a metodologia PROF, que, segundo Silvestre, é capaz de transformar positivamente a vida financeira das pessoas em um ano.

6 – A RECEITA DO BOLO (Mauro Calil)

O autor faz uma analogia da construção do patrimônio com a produção de um bolo.

Bastante didático e de linguagem acessível a leigos, a obra mostra que basta manusear os ingredientes certos para se chegar ao primeiro milhão de reais.

7 – O MILIONÁRO MORA AO LADO – OS SURPREENDENTES SEGREDOS DOS RICAÇOS AMERICANOS (Thomas J. Stanley e William D. Danko)

Os autores pesquisaram a fundo os hábitos dos milionários americanos no final dos anos 1990.

A conclusão foi surpreendente: as pessoas que mais juntam dinheiro costumam ter hábitos simples, bem distante do estereótipo de ostentação que habita o imaginário popular.

Lançado originalmente em 1999, foi um grande sucesso à época e permanece atual.

8 – COMO CHEGAR AO SEU PRIMEIRO MILHÃO – A HISTÓRIA DE SUCESSO DE UM CASAL QUE JÁ ATINGIU O SEU (Marco Falcone e Regina Tesima)

O casal de engenheiros conta a própria história de acumulação de riqueza.

Ambos de origem humilde, eles comprovam que é possível levar uma vida plena controlando os gastos e pensando no longo prazo.

9 – OS AXIOMAS DE ZURIQUE (Max Gunther)

O autor britânico radicado nos Estados Unidos baseou-se nos princípios de negócios estabelecidos pelos banqueiros suíços para criar seu próprio sistema de finanças pessoais.

Os 12 axiomas (ou máximas) listados na obra oferecem um roteiro completo para a transformação da vida financeira. O livrou foi lançado originalmente em 1985 e tornou-se um clássico.

10 – O HOMEM MAIS RICO DA BABILÔNIA (George S. Clason)

Essa obra conta com mais de dois milhões de exemplares vendidos no mundo todo.

O homem mais rico da Babilônia tornou-se um clássico na área de finanças por trazer lições sobre como economizar e como investir dinheiro.

A sabedoria transmitida pelo livro é baseada nas práticas de sucesso dos antigos babilônicos, que apesar de serem antigas ainda são bastante úteis nos dias atuais.

Os ensinamentos do livro tem sua raiz na questão geográfica dessa civilização, que possuía os homens mais ricos daquela época, mas que era pobre em recursos naturais, fazendo com que seus habitantes tivessem que desenvolver técnicas para superar esse fator limitante.

Assim, o livro traz conselhos para quem quer aprender a: não desperdiçar recursos durante tempos de opulência; buscar conhecimento e informação em vez de apenas lucro; assegurar uma renda para o futuro; manter a pontualidade no pagamento de dívidas e, sobretudo, cultivar as próprias aptidões, tornando-se cada vez mais habilidoso e consciente.

11 – ECONOMIA NA PALMA DA MÃO (Carlos Eduardo S. Gonçalves)

Se você não entende bem os conceitos econômicos, esse livro foi escrito para te ajudar, seu subtítulo já diz tudo: “Do economês para o português”.

A obra explica de forma divertida e bem-humorada conceitos primordiais para quem quer começar a investir, mas não entende muito sobre os termos usados no linguajar econômico.

Entre os termos “traduzidos” estão: câmbio fixo, PIB, equilíbrio de mercado, prêmio de risco, fundos de investimento, inflação e bolha financeira.

12 – ESCASSEZ (Sendhil Mullainathan e Eldar Shafir)

Eleito pela revista New Scientist o melhor livro de ciências de 2014 e escrito por dois renomados cientistas norte-americanos (um psicólogo e um economista), essa obra compara diversas situações de escassez, mostrando, por exemplo, que o cérebro reage de forma semelhante à falta de dinheiro, assim como à falta de comida, tornando as pessoas em situações escassas menos concentradas e menos propensas a tomar boas decisões.

Quando a situação de escassez é prolongada, o sistema cognitivo busca alívio imediato ao invés de focar em resolver o problema no longo prazo. O livro traz dicas justamente para quebrar esse efeito contínuo.

13 – PESCANDO TOLOS – A ECONOMIA DA MANIPULAÇÃO E FRAUDE George A. Akerlof e Robert J. Shiller)

Escrito pelos premiados e renomados economistas George Akerlof e Robert Shiller, esse livro aborda as armadilhas do mercado financeiro e mostra como elas são usadas para explorar as fraquezas psicológicas e a ignorância dos consumidores.

Entre os temas tratados estão: a forma como o cartão de crédito é utilizado, muitas vezes, sem limites; e as táticas sedutoras das campanhas de publicidade, que nos levam a pagar caro pela aquisição de alguns bens.

O livro também inclui histórias de personagens que souberam lidar com essas manipulações ao buscar mais conhecimento, demonstrando táticas de como fugir dessas armadilhas do consumo.

Essa obra é essencial para o controle dos gastos e das compras, pois, uma vez que você começa a reconhecer as armadilhas passa a cair menos nelas.

14 – DINHEIRO OS SEGREDOS DE QUEM TEM (Gustavo Cerbasi)

Nessa obra, o renomado consultor financeiro Gustavo Cerbasi desmistifica a forma como as pessoas enriquecem. Diferente do que muitos pensam, a riqueza vem de hábitos cotidianos e da disciplina, refletidos em trabalho duro, economias e um padrão de vida adequado.

Ao longo do livro, o autor mostra como equilibrar as contas e conquistar a liberdade financeira. Faz isso simplificando temas como aposentadoria, investimentos e empreendedorismo. Desse modo, comprova que com conhecimento e organização, qualquer pessoa pode conquistar um futuro sólido e tranquilo.

Cerbasi traz, ainda, dicas para reduzir despesas e gerenciar os ganhos, além de reforçar a importância de uma postura voltada para a prosperidade.

Ele reforça que a construção de uma vida financeira equilibrada depende muito mais das decisões que as pessoas tomam em seu cotidiano do que dos bens que possam vir a acumular.

15 – CARTAS A UM JOVEM INVESTIDOR (Gustavo Cerbasi)

É um livro autobiográfico de um dos consultores financeiros mais reconhecidos no Brasil, quando o assunto é finanças pessoais.

No decorrer do livro, Cerbasi conta sua trajetória até o sucesso financeiro e oferece dicas às pessoas que desejam trilhar caminhos menos sinuosos para obter um futuro financeiro saudável.

16 – O MILIONÁRIO AUTOMÁTICO (David Bach)

O livro conta a história de um casal de classe média que consegue comprar duas casas, pagar a universidade para dois filhos e aposentar-se aos 55 anos com uma poupança de mais de 1 milhão de dólares.

O autor esmiúça como essas conquistas foram possíveis de forma automática, ele ensina como fazer um plano de riqueza e automatizá-lo, para que você possa se sustentar no presente e garantir seu futuro.

Tudo que você tem de fazer é seguir o que o autor propõe – o resto é automático!

17 – TRABALHE 4 HORAS POR SEMANA (Timothy Ferriss)

A obra é um verdadeiro manual para empreendedores com foco em alta produtividade. Ferris busca deixar clara a relação entre tempo e dinheiro, trazendo reflexões importantes.

A proposta é esquecer o velho conceito de trabalho e não esperar a chegada da aposentadoria para aproveitar a vida. Se o seu sonho é escapar da rotina, experimentar grandes viagens pelo mundo, ter uma renda mensal de cinco dígitos ou apenas viver mais e trabalhar menos, “Trabalhe 4 horas por semana” é o livro de que você precisa.

O livro conta como o autor passou de 40 mil dólares por ano e 80 horas de trabalho por semana para 40 mil dólares por mês e 4 horas por semana, mostrando reflexões e dicas ao longo da história.

Em 2016 foi lançada a segunda edição do livro que conta com mais de 50 dicas práticas e estudos de caso de leitores (inclusive família) que dobraram sua renda, superaram obstáculos em comum e reinventaram a si mesmos usando as dicas do livro original como ponto de partida.

18 – QUERO FICAR RICO (Rafael Seabra)

Essa obra tem uma fundamentação teórica muito sólida, uma vez que o autor conta com mais de 10 anos de estudo sobre o assunto, mais de mil artigos publicados no blog Quero Ficar Rico e uma grande experiência adquirida ao longo de sua vida financeira, além dos relatos de seus alunos e leitores.

O foco principal do livro é ensinar o leitor a trilhar o caminho da liberdade financeira, mostrando os principais problemas financeiros e como resolvê-los, também ensina como mudar hábitos e a mentalidade sobre o dinheiro para obter êxito na jornada financeira.

Rafael, discorre sobre o modelo de organização de suas finanças, mostrando um passo a passo sobre como é seu planejamento financeiro. É uma leitura rápida e leve, com 144 páginas, vale a pena investir seu tempo e mergulhar nesse livro.

19 – APRENDA A INVESTIR (Leandro Martins)

“Aprenda a Investir” é um livro que traz uma abordagem diferenciada sobre investimentos.

Para o autor, qualquer um que receba uma remuneração é capaz de investir, e isso não é uma tarefa complicada, mesmo quando se trata da temida aplicação em renda variável.

A obra é fluída e acessível, ensinando premissas de como economizar e onde investir. Os principais temas abordados são: renda fixa, fundos de investimento, aplicação em ações e especulação financeira.

No final, o livro traz um manual de como montar sua carteira de investimentos de acordo com o seu perfil.

Este é um livro para qualquer tipo de público, já que mesmo investidores experientes podem tirar lições valiosas de suas dicas e, por ser bem didático, é facilmente compreendido por iniciantes.

(Fonte: https://blog.mobills.com.br/livros-que-voce-deve-ler-se-quiser-se-tornar-rico/, data de acesso em 10/03/2019)

Link permanente para este artigo: http://espacohomem.inf.br/2019/03/19-livros-que-voce-deve-ler-se-quiser-se-tornar-rico/

Nossas palavras na atual conjuntura se referem a Paulo Coelho

28 de Fevereiro

Dia da Ressaca


Nosso fraternal abraço a todos vocês, e, a expectativa de que aprecie nossas pesquisas que fizemos para esta edição.

Leia a seguir e reflita, talvez seja muito importante na atualidade, inspirar-se em vencedores pela paz…Nossa gratidão a todos os homens que voluntariamente colaboram conosco e nos orientam… sem dúvida, os senhores fazem parte nos nosso pilares de sustentação a este ideal.

Fraternal abraço de Prof.ª Mestra Elisabeth Mariano e equipe.

PARA REFLETIR E DIVULGAR:

“Grandes homens de negócio que estudam gráficos atrás de gráficos terminam comprando ou vendendo exatamente o oposto da tendência do mercado e ficam mais ricos.

Artistas escrevem livros ou filmes que todo mundo diz “isso não vai dar certo, ninguém toca nesses temas” e terminam se transformando em ícones da cultura popular.

Líderes religiosos utilizam o medo e a culpa em vez do amor, que teoricamente seria a coisa mais importante do mundo; suas igrejas se enchem de fiéis.

Todos contra a tendência geral, exceto um grupo: POLÍTICOS. Esses querem agradar a todos, e seguem o manual de atitudes corretas. Acabam tendo que renunciar, desculpar-se, desmentir.”

O vencedor está só – Paulo Coelho

INIMITÁVEL PAULO COELHO: Escritor, diretor e ator (superou depressão etc.) foi peregrino de Santiago de Compostela, na Galiza.

AUTOR reconhecido mundialmente por seu destaque em o “O Alquimista” considerado um dos mais importantes fenômenos literários do século XX. Chegou ao primeiro lugar da lista dos mais vendidos em 18 países e vendeu, até o momento, 83 milhões de exemplares. O Guinness Book of Records o coloca como o autor vivo mais traduzido da história.”

Em 2008, lançou o livro O Vencedor Está Só, que fala sobre uma série de assassinatos no Festival de Cinema de Cannes. Nesse livro, Paulo faz uma forte crítica social sobre como a elite se comporta e como somos manipulados por suas ações. Sendo esse o primeiro livro em que Paulo sai do mundo da magia e da religiosidade e entra no mundo do suspense policial, o tema não agradou boa parte dos fãs. Mas isso não fez com que o livro também não fosse um sucesso.

Membro Acadêmico da Academia Brasileira de Letras, em setembro de 2007, a ONU nomeou o escritor Paulo Coelho seu novo “Mensageiro da Paz”.

SAIBA MAIS (https://pt.wikipedia.org/wiki/Paulo_Coelho)

Link permanente para este artigo: http://espacohomem.inf.br/2019/02/nossas-palavras-na-atual-conjuntura-se-referem-a-paulo-coelho/

Entrevista com o Administrador de Empresas e Presidente da CCMercosul Lic. Miguel Lujan Paletta

Lic. Miguel Luján Paletta

Perfil do Administrador de Empresas e Presidente da CCMercosul Lic. Miguel Lujan Paletta

Lic. Miguel Lujan Paletta

Data de nascimento 6 de outubro de 1949 em Junin, Buenos Aires, Argentina

Filho de Reynaldo Antônio Paletta e Anunciatta Cornachia

Formação

Em administração de empresa e comercio exterior. Inicia suas atividades como indústria na Argentina, na cidade de Junín e Mar Del Plata por motivos profissionais se instalou no Brasil em 1985, atuando em comercio exterior. Em 1991 com o acordo dos países do Mercosul fundou na Argentina a Câmara de Comercio do Mercosul e o tribunal arbitral que em 1995 instalou-se em São Paulo Brasil em comitê central.

Cargos

  • Presidente da Câmara Industria e Comercio do Mercosul e Américas
  • Secretário geral Tribunal de Conciliação e Arbitragem
  • Diretor Tribunal Internacional, ticamer membro observador da Uncitral
  • Diretor tesoureiro Associación Argentina de Direito Farmacéutico
  • Diretor da Associação Argentina de Saúde
  • Diretor presidente Companhia Americana S.A.

Premiações

  • Medalha Personalidade de Sucesso 2018 – Brasil – Câmara dos Deputados
  • Honraria Personalidade de sucesso – OPESP – Brasil 2018
  • Medalha Honra do Mérito 2018 – Câmara dos Deputados – Brasil
  • Prêmio Networking Empresarial Nacional e Internacional – Brasil 2018
  • Doutor processo na sociedade ideal concedido pelo Internacional Grupo Executivo Lideres e Homens de Negócios. Brasil
  • Cruz do Mérito Filosófico e Cultural, pela Sociedade Brasileira de Filosofia, Literatura e Ensino, Brasil
  • Comendador e honraria Libertador da América, pela Câmara Brasil de Cultura
  • Delegado oficial pelo Departamento Latino Americano da Comissão Internacional pelos Direitos da Juventude e Adolescência, Brasil
  • Destaques e personalidades do Governo da Cidade de São Paulo, Brasil
  • Condecorado com a medalha Ulisses Guimarães pela Ordem dos Parlamentares do Brasil.
  • Prêmio personalidade 2007 pela Assembleia Legislativa do Estado São Paulo, Brasil
  • American Federation Of Police Honoray Board Mermber
  • Cruz do Reconhecimento do Mérito do Empreendedor Intermediação de Negócios nas Américas
  • Prêmio Mara de Oro Internacional 2014 Venezuela
  • Cruz do Reconhecimento do Mérito do Empreendedor 2015 Brasil
  • Ordre Souberaine de Saint Paul 2015 Francia
  • “Medalha Personalidade de Sucesso” 2017 – Brasil

Contatos:

CÂMARA DE INDÚSTRIA E COMÉRCIO DO MERCOSUL E AMÉRICAS
Miguel Lujan Paletta
Presidente
São Paulo – SP – Brasil
Tel.: +55 (11) 5524-6370
E-mail: diretoria@ccmercosul.org.br
Site: http://www.ccmercosul.org.br



OBS.: Respeitamos a Liberdade de Expressão de todas as pessoas. As opiniões aqui expressas NÃO refletem as da TV ESPAÇO HOMEM, sendo estas de total responsabilidade das pessoas aqui entrevistadas.

Link permanente para este artigo: http://espacohomem.inf.br/2019/02/entrevista-com-o-administrador-de-empresas-e-presidente-da-ccmercosul-lic-miguel-lujan-paletta/

Entrevista com o Psicólogo, Filósofo, Teólogo, Escritor, Conferencista e Padre Rubens Pedro Cabral

Pe. Rubens Pedro Cabral

Perfil do Psicólogo, Filósofo, Teólogo, Escritor, Conferencista e Padre RUBENS PEDRO CABRAL

Coordenador da CRB – Conferência dos Religiosos do Brasil – Regional São Paulo
Missionário Oblato de Maria Imaculada da Província do Brasil, nascido em São Carlos-SP a 30/06/1953, vive em São Paulo a 42 anos.

Se formou em Filosofia pela Faculdade Nossa Senhora Medianeira, Teologia pela Faculdade Nossa Senhora da Assunção, Psicologia pela UNISA – Universidade Santo Amaro – e fez Especialização em Atendimento a Pessoas Especiais pela USP.

Foi Pároco nas periferias de São Paulo durante 27 anos, atuou como Psicólogo por 25 anos, Professor Universitário na UNISA durante 15 anos.

Foi Provincial dos Oblatos de Maria Imaculada e atualmente é o Coordenador da Conferência dos Religiosos do Brasil – Regional São Paulo.

Sugestões de leitura:

  • Título: Amor líquido: Sobre a fragilidade dos laços humanos
    Autor: Zygmunt Bauman
    Editora: Zahar
  • Título: A Vida Criativa em Winnicott. Um Contraponto ao Biopoder e ao Desamparo no Contexto Contemporâneo
    Autores: Beatriz Gang Mizrahi
    Editora: Garamond

Contato:

Conferência dos Religiosos do Brasil – Regional São Paulo

Telefone: (11) 3141-2566

Site: https://www.crbsp.org.br/

E-mail: crbsp@crbsp.org.br


Ouça a entrevista: Radio Espaço Homem – 2019-02-15 – Pe. Rubens Pedro Cabral

https://drive.google.com/file/d/1CHOk9j4_eIE2U8OSpmDlkpm1r53txSyh

OBS.: Respeitamos a Liberdade de Expressão de todas as pessoas. As opiniões aqui expressas NÃO refletem as da RÁDIO ESPAÇO HOMEM, sendo estas de total responsabilidade das pessoas aqui entrevistadas.

Link permanente para este artigo: http://espacohomem.inf.br/2019/02/entrevista-com-o-psicologo-filosofo-teologo-escritor-conferencista-e-padre-rubens-pedro-cabral/

20 frases inspiradoras de bilionários

Jeff Rose, 1 de fevereiro de 2019

“Já desejou passar alguns dias com os principais bilionários do mundo só para ganhar um pouco do conhecimento que eles têm? Não para, necessariamente, tornar-se também uma pessoa tão abastada assim, mas para descobrir o suficiente para impulsionar suas finanças?

Como isso é impossível para a maioria de nós, a solução é usar como inspiração as coisas que eles revelam vez ou outra. Talvez essas frases não sejam tão específicas, mas podem nos apontar a direção certa.

Existem centenas de bilionários ao redor do mundo, então selecionamos citações de representantes do ranking 2018 da FORBES.”

Veja, na galeria de fotos abaixo, 20 frases inspiradoras de alguns bilionários do mundo:

(Fonte: https://forbes.uol.com.br/negocios/2019/02/20-frases-inspiradoras-de-bilionarios/, data de acesso: 13/02/2019)

Link permanente para este artigo: http://espacohomem.inf.br/2019/02/20-frases-inspiradoras-de-bilionarios/