A responsabilidade de enfrentar a vida entre os 70 e 90 anos

15 de Janeiro
Dia do Adulto

10 de Fevereiro
Dia do Atleta Profissional


Muitas são as vezes que nos deparamos com pessoas acima de 70, 80, e até de 90 anos ainda agindo de forma ativa em alguns momentos, tais quais arrumar seus pertences, fazer sua própria alimentação, fazer comprinhas em mercado, frutarias etc. passear no parque, e até mesmo diariamente com seu cãozinho de estimação…

Muitos já estão com a acessibilidade mais comprometida, assim como a visão e audição…, mas mesmo assim vão até as igrejas orarem, aos bazar e bingos beneficentes; apreciam muito conversar com outras pessoas mais jovens até aos que se assemelham em idade.

Nos bancos eles /elas pedem ajuda aos funcionários para acessarem a máquina para ver saldo etc. e retirar algum dinheirinho, pagar suas contas… Atualmente é comum ouvir histórias de mulheres, mais longevas que vivem sozinhas em apartamentos pequenos e nem têm empregada ou cuidadoras… muitas ainda cuidam dos seus “mais idosos” esposos.

Temos ainda a maioria mulheres da família: muitas filhas, netas e sobrinhas são as que mais cuidam dos idosos de suas famílias… infelizmente não há tantos cuidados por parte dos homens (filhos, netos e sobrinhos). Obviamente que há os que se desvelam muito nos cuidados de familiares envelhecidos, assim como há mulheres que praticamente nem zelam por seus idosos.

Mais comum atualmente é s terceirizar para cuidadores profissionais estas responsabilidades, ou logo levar para uma casa de repouso para idosos/as.

Todavia está na hora de refletir um pouco mais, e saber que o tempo em breve mostrará que chegou a própria vez de sentir na pele, o que é ser uma pessoa idosa e rejeitada, esquecida, ou abandonada, etc.

“Em 2042, a projeção do IBGE é de que a população brasileira atinja 232,5 milhões de habitantes, sendo 57 milhões de idosos (24,5%).”

Cada vez mais se faz necessário homens e mulheres se cercarem de maiores cuidados com sua própria saúde e, zelar por seus idosos e suas idosas atualmente, tanto quanto venham a requerer para si o mesmo tratamento, quando a longevidade saudável lhes alcançar, por que, se for um envelhecimento com doenças e invalidez, tudo será mais complicado ainda. Também vale ressaltar que estão em alta as profissões que possam dar atendimento as pessoas idosas, quer nas residências, quanto em viagens, e em serviços externos (banco, médicos, compras, passeios etc.).

Nossos parabéns a você homem, moderno e humano, que zela por seus pais e parentes idosos em sua família… Você é um homem exemplar e honrado.

Receba aqui nossas homenagens… e o reconhecimento de seu valor humanitário universal.

Esperamos que você aprecie as pesquisas que fizemos para esta edição. Receba nossos votos de equipe

ESPAÇO HOMEM para você, com votos de que ano 2019 seja muito produtivo e feliz! Elisabeth Mariano e equipe ESPAÇO HOMEM Informa…

Link permanente para este artigo: http://espacohomem.inf.br/2019/01/a-responsabilidade-de-enfrentar-a-vida-entre-os-70-e-90-anos/

Entrevista com o jornalista, mestre de cerimonias e professor Marcelo Toledo

Marcelo Toledo

Marcelo Toledo

Perfil do jornalista, mestre de cerimonias e professor Marcelo Toledo

Marcelo Toledo é jornalista com pós-graduação em Comunicação Empresarial.

Atua como Mestre de Cerimônias desde 2004.

Desde 2009, dirige a KOPR Comunicação e Informação Estratégica, agência voltada para organização de eventos e treinamentos corporativos.

Como treinador de apresentações corporativas, já auxiliou executivos de várias empresas a aprimorar suas técnicas de apresentação em público.

Como palestrante, ministrou cursos sobre Redação Empresarial Eficiente, Técnicas de Apresentação Corporativa e Comunicação para líderes e gestores.

Contatos:

E-mail: marcelo.toledo@kopr.com.br

Fone: (11) 2966-8497

Whatsapp: (11) 96492-2530

Site: http://www.kopr.com.br

 



OBS.: Respeitamos a Liberdade de Expressão de todas as pessoas. As opiniões aqui expressas NÃO refletem as da TV ESPAÇO HOMEM, sendo estas de total responsabilidade das pessoas aqui entrevistadas.

Link permanente para este artigo: http://espacohomem.inf.br/2019/01/entrevista-com-o-jornalista-mestre-de-cerimonias-e-professor-marcelo-toledo/

Entrevista com o Ator, Escritor e Teatrólogo Edgar Jacques

Edgar Jacques (Foto: Leonardo Santos)

Edgar Jacques
(Foto: Leonardo Santos)

Perfil do Ator, Escritor e Teatrólogo Edgar Jacques

Edgar Jacques nasceu em 26/05/1984 em Mogi das Cruzes SP. Tornou-se, por conta de um acidente doméstico, pessoa com deficiência visual aos quatro anos de idade. Ainda criança demonstrou muito interesse por artes, sobretudo por literatura.

Aos 17 anos participou de uma oficina de teatro oferecida pela prefeitura de sua cidade, e a partir dessa experiência descobriu a vontade de estudar interpretação. Formou-se então pelo Teatro Escola Macunaíma, além de frequentar um curso livre de atuação para Tv na Escola de atores Wolf Maya.

Paralelamente, realizou cursos livres de dança, canto e dramaturgia. Escreveu um romance intitulado “Encontramos o Gato Verde”, e duas peças que vem encenando pelo país há quase quatro anos. A primeira a estrear foi o monólogo “Colivri o Ator Cego”, que trata das potencialidades de cada indivíduo independentemente da condição física. Ou seja, cada um tem o direito de exercer a atividade que melhor lhe cabe, ignorando com isso rótulos e preconceitos. Seu segundo texto a ganhar os palcos foi o drama “Um Homem Comum”, que conta a história de Fábio, um rapaz cego, em busca de descobrir quem ele é socialmente e também sexualmente. Este texto enfrentou temporada no fim do ano passado na cidade de São Paulo, retornando aos palcos em Janeiro de 2019.

Além disso, Edgar também integra o elenco do projeto “Teatro Cego” produzido pela “Caleidoscópio”. Nesse projeto todas as encenações acontecem no escuro total, levando o espectador a explorar a força dos outros sentidos que não o visual. Nesse formato existem três peças diferentes: Acorda Amor, O Grande Viúvo e Clarear.

Edgar também dedica-se ao ramo de acessibilidade cultural, prestando serviços como Consultor em audiodescrição. Para tanto, estudou o tema com diversos formadores de vertentes diferentes aqui no Brasil.

Dentro desse mercado Edgar já trabalhou em mais de 400 filmes, entre eles séries e curtametragens, além de exposições de arte, fotografia, peças de teatro, óperas e musicais.

Contatos:

E-mail: edgardjacques@gmail.com

Facebook: https://www.facebook.com/edgar.jacques.5


Ouça a entrevista: Rádio Espaço Homem – 2019-01-15 – Edgar Jacques

https://drive.google.com/file/d/13YaUTIOVUFJSqCf4FyKWOH_-hntDpj8U/view?usp=sharing

OBS.: Respeitamos a Liberdade de Expressão de todas as pessoas. As opiniões aqui expressas NÃO refletem as da RÁDIO ESPAÇO HOMEM, sendo estas de total responsabilidade das pessoas aqui entrevistadas.

Link permanente para este artigo: http://espacohomem.inf.br/2019/01/entrevista-com-o-ator-escritor-e-teatrologo-edgar-jacques/

Referências às datas festivas

Dia do Adulto

O Dia do Adulto é comemorado anualmente em 15 de janeiro.

No Brasil, um indivíduo é considerado legalmente adulto quando atinge os 18 anos. Isso quer dizer que essa é a idade em que pode responder por todas as suas ações de modo independente.

Já para a Biologia, o que define uma pessoa como adulta é a sua capacidade reprodutiva, isso quer dizer que, independente da idade, quando o indivíduo apresenta todas as suas funções reprodutivas ativas, já pode ser considerado um “ser adulto”.

O Dia do Adulto não é muito popular entre os brasileiros, mas sua essência é celebrar esta importante fase da vida, que separa a infância da velhice.

Nesta data, os adultos também devem pensar e repensar nas responsabilidades que a “vida adulta” implica, além de refletir sobre como está sendo a sua colaboração para a construção da vida em sociedade e se está satisfeito com o rumo que está trilhando.

A criação do Dia do Adulto é uma tentativa de imitar o famoso Dia das Crianças, celebrado em 12 de outubro no Brasil.

No entanto, ao contrário do que acontece com as crianças, os adultos não costumam trocar presentes entre si.

Além dessas datas, também há o Dia do Jovem. Esse é comemorado em 13 de abril.

(Fonte: https://www.calendarr.com/brasil/dia-do-adulto/, data de acesso 10/01/2019)

10 Dia do Atleta Profissional

O Dia do Atleta Profissional é comemorado anualmente em 10 de fevereiro no Brasil. A data homenageia todas as pessoas que fazem do esporte a sua profissão. É desde o dia 24 de março de 1998 que o desporto pode ser considerado uma prática profissional, de acordo com a lei nº 9.615.

Dia do Atleta Profissional

O Dia do Atleta Profissional é comemorado anualmente em 10 de fevereiro no Brasil.

A data homenageia todas as pessoas que fazem do esporte a sua profissão. É desde o dia 24 de março de 1998 que o desporto pode ser considerado uma prática profissional, de acordo com a lei nº 9.615.
História do atleta profissional

Os atletas existem há cerca de 3 mil anos. O princípio do esporte como uma forma de “ganhar a vida” aconteceu nos Jogos Olímpicos antigos (os que inspiraram as Olimpíadas modernas, criadas em 1896). Inicialmente os jogos aconteciam em Olímpia, na Grécia, quando os atletas eram “patrocinados” por pessoas para treinarem a tempo integral.

Com as Olimpíadas se tornando mais importantes em cada edição, e com a subida de popularidade de vários esportes, como o futebol no Brasil, por exemplo, o atleta como um profissional pago passou a ser muito mais comum.

Frases para o dia do atleta profissional

“Os esportes não proporcionam apenas benefícios físicos, mas constituem também importante fator de nivelamento e de aproximação entre grupos sociais diversos! Parabéns pelo seu dia!”

“A camaradagem esportiva é incompatível com preconceitos de qualquer natureza, seja racial, religiosa ou social”.

(Fonte: https://www.calendarr.com/brasil/dia-do-atleta-profissional/, data de acesso 10/01/2019)

Link permanente para este artigo: http://espacohomem.inf.br/2019/01/referencias-as-datas-festivas/

Silvio Santos chega aos 88 anos, tão querido quanto criticado

Por Fábio Costa

Neste 12 de dezembro, Silvio Santos chega aos 88 anos. Chega a esta marca em meio a uma série de críticas a seu comportamento e ao modo como tem conduzido seu programa. Silvio Santos sempre foi assim, mas apenas na terceira idade tornou mais clara sua visão de mundo, especialmente das mulheres? Ou seria algo desculpável em virtude da idade avançada? Seja como for, há bastante tempo ele se consolidou como o mais importante apresentador – ou animador, como prefere – de auditório da TV brasileira.

Um grande exemplo de sucesso

Silvio Santos fez escola, como se diz. É o único remanescente ainda na ativa de uma época que nos rendeu Flávio Cavalcanti, Chacrinha e J. Silvestre, por exemplo. Influenciou em maior ou menor grau todos os que vieram depois dele à frente de auditórios. Mesmo que façam o exato oposto – justamente para se diferenciarem. Um misto de exaltação a méritos próprios, apelo emocional e individualização de aptidões, com farta distribuição de prêmios aos participantes, conduzido por uma figura carismática, vigorosa e sorridente. A fórmula do programa faz sucesso há mais de 50 anos.

Continua em: Os 55 anos do Programa Silvio Santos, síntese do domingo na TV brasileira

(Fonte: https://observatoriodatelevisao.bol.uol.com.br/critica-de-tv/2018/12/silvio-santos-chega-aos-88-anos-tao-querido-quanto-criticado, data de acesso 10/01/2019)

Link permanente para este artigo: http://espacohomem.inf.br/2019/01/silvio-santos-chega-aos-88-anos-tao-querido-quanto-criticado/

Maradona recebe alta em Buenos Aires após passar por cirurgia

Aos 58 anos, Maradona foi operado na noite de sábado. Ele havia sido diagnosticado com sangramento no estômago durante um exame médico de rotina no último dia 4 de janeiro

Maradona publicou uma foto seguida de uma nota de agradecimento à equipe médica responsável pela intervenção cirúrgica

AGÊNCIA ESTADO | @supernoticiafm

13/01/19 – 16h13

O ídolo argentino Diego Maradona deixou a clínica em Buenos Aires onde estava hospitalizado depois de passar por uma cirurgia abdominal para conter um sangramento estomacal no sábado, conforme informou seu advogado, Matias Morla, neste domingo.

“Diego Maradona acaba de ser liberado e vai para casa continuar a sua recuperação. Obrigado à equipe médica e enfermeiras da clínica por seu profissionalismo. Diego quer agradecer a todos que se importaram com sua saúde”, escreveu Morla em sua conta no Twitter.

Em sua conta oficial no Instagram, Maradona publicou uma foto seguida de uma nota de agradecimento à equipe médica responsável pela intervenção cirúrgica.

Aos 58 anos, Maradona foi operado na noite de sábado. Ele havia sido diagnosticado com sangramento no estômago durante um exame médico de rotina no último dia 4 de janeiro, quando ficou hospitalizado por algumas horas. Continua….

(Fonte: https://www.otempo.com.br/superfc/especializados/maradona-recebe-alta-em-buenos-aires-após-passar-por-cirurgia-1.2090226, data de acesso 10/01/2019)

Link permanente para este artigo: http://espacohomem.inf.br/2019/01/maradona-recebe-alta-em-buenos-aires-apos-passar-por-cirurgia/

10 destaques brasileiros abaixo dos 30 anos

Redação*

19 de dezembro de 2018

No total, foram selecionados 90 jovens de até 30 anos de idade

A lista FORBES Under 30 deste ano reúne o que de melhor nossa equipe e nossos conselheiros analisaram na plataforma de inscrições e no mercado, nas mais diferentes categorias. Algumas dessas categorias são mais abrangentes do que seu nome sugere (como indústria, por exemplo), de modo a contemplar talentos difíceis de classificar – mas que não poderiam ficar de fora por sua relevância, influência, ousadia e talento.

Foram selecionados 90 jovens de até 30 anos de idade divididos em: Artes & Espetáculos/Entretenimento; Artes plásticas/Design/Estilo; Ciência/Educação; Direito/Política; Esportes; Finanças; Gastronomia; Indústria; Música; Tecnologia; Terceiro setor; Varejo/E-commerce; Web.

Já está no disponível no aplicativo ForbesBrasil a edição 64 com a lista Under30.
Baixe o app na Play Store ou na App Store.

(Fonte: https://forbes.uol.com.br/listas/2018/12/10-destaques-brasileiros-abaixo-dos-30-anos/#foto2, data de acesso 10/01/2019)

Link permanente para este artigo: http://espacohomem.inf.br/2019/01/10-destaques-brasileiros-abaixo-dos-30-anos/

A liderança empresarial no divã: estar líder ou ser líder? Eis a questão

Os fatos e circunstâncias que levam uma pessoa a se tornar líder numa empresa são diversos e, independentemente das razões que a colocaram em tal posição, inevitavelmente recai sobre si inúmeras responsabilidades e expectativas, tanto de seus superiores no cumprimento de metas, quanto de seus subordinados na assertividade das ações diárias.

Dentre as principais dificuldades enfrentadas por líderes, está a habilidade relacional na administração de pessoas com vistas a otimizar o potencial humano, principalmente diante do cenário composto por diferentes gerações.

Ao considerar tal cenário, a psicanálise traz à tona a importância do fato de que cada indivíduo traz em si e para as empresas não só as características de suas gerações e perfis profissionais, mas também as marcas de suas histórias familiares, suas primeiras experiências, inclusive aquelas que nem se lembram, mas que determinaram suas crenças, valores e jeito de ser. O grande benefício da psicanálise na empresa é a possibilidade de transformar toda essa dinâmica de diversidade em potencial criativo e produtivo no sentido de otimizar o potencial humano, de forma a beneficiar primordialmente o indivíduo e consequentemente a empresa.

Ao investir em líderes, as empresas estão investindo na administração de seus bens, sejam materiais ou humanos, no sentido de alcançar seus principais objetivos. A posição de liderança é composta por pessoas que, com suas histórias e experiências, darão vida e sentido a seus cargos. Diretores, gerentes, supervisores dentre outros que, na realidade são homens e mulheres, mas que algumas vezes não se reconhecem como tal, afirmando-se por meio de seus títulos e posições.

Como administrar pessoas sem reconhecê-las em sua humanidade, com sua bagagem própria de experiências, limites e emoções? O grupo deseja organizar-se em torno de sua liderança assim como uma criança em torno de seus pais, porém para que isso ocorra, é essencial que o líder acredite fielmente em suas ideias e tenha clareza a respeito dos valores que defende na vida, para assim corresponder e influenciar sua equipe.

O autoconhecimento é um fator decisivo no direcionamento da equipe, pois quanto maior a consciência do líder sobre seus medos e inseguranças, menor será a chance de se tornar vítima de seus anseios inconscientes ou de vitimizar seus subordinados.

A equipe transfere seus sentimentos e expectativas infantis para o líder, e este corresponde também a partir de seus fantasmas ocultos, consolidando no ambiente de trabalho a relação de transferência e contra–transferência, favorecendo assim, a fantasia de seus liderados que o tem ora como herói, valente combatente, ora vilão tirano que os contraria em seus desejos infantis.

O mecanismo transferencial no ambiente de trabalho influencia diretamente as relações entre funcionários e gestores, onde os subordinados transferem para seus superiores sentimentos relativos às figuras paternais, como amor, ódio, inveja, dependência, confiança, entre outros. Afetando, inclusive a organização sistêmica da equipe, onde o líder deixa de ocupar devidamente seu lugar cedendo a pressões emocionais de seus liderados, assim como pais que não ocupam seus lugares cedendo às manifestações mimadas de seus filhos. O resultado nas duas situações é desastroso e altamente destrutivo.

Estar líder ou ser líder? Eis a questão a ser respondida diante do desafio de liderar, uma vez que o estar líder representa um entorpecimento pelo cargo ocupado, uma falsa imagem que não lhe permite a percepção da realidade, tão pouco de suas fragilidades e emoções, que o distancia de si e de seus valores. O ser líder, em contraposição, consiste em considerar a sua subjetividade e singularidade, a sua história pessoal, é um desenvolvimento contínuo de autoconhecimento, para que em primeiro lugar saiba gerenciar seus sentimentos e conflitos internos e tenha consciência dos seus valores e crenças. Lidere-se primeiramente, aproprie-se do seu lugar na vida e consequentemente no sistema organizacional, para conduzir com maestria seus liderados. Portanto, o estar ou ser líder dependerá da escolha, da posição a ser ocupada primordialmente na dinâmica da vida e, consequentemente, na dinâmica do trabalho.

Autoria:

Dulcinéia Mendes e Patrícia Alcântara

Psicanalistas do IBCP Psicanálise

CAVAZOTTE, F. S. C. N.; LEMOS, A. H. C., & VIANA, M. D. A. Relações de trabalho contemporâneas e as novas gerações produtivas: Expectativas renovadas ou antigos ideais? XXXIV Encontro da Anpad. Rio e Janeiro: Anpad, 2010.

FREUD, S. A dinâmica da transferência. In Edição standard brasileira das obras psicológicas completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, 1980 (Trabalho original publicado em 1912.)
_________ Observações sobre o amor transferencial. In Edição standard brasileira das obras psicológicas completas de Sigmund Freud. Rio de Janeiro: Imago, 1980 (Trabalho original publicado em 1915).

ROUDINESCO, E. Por que a psicanálise? Rio de Janeiro: Jorge Zahar, 2000.

SCHEIN, E. Identidade profissional: como ajustar suas inclinações a suas opções de trabalho. São Paulo: Nobel, 1993.

(Fonte: http://www.ibcppsicanalise.com.br/artigos/a-lideranca-empresarial-no-diva-estar-lider-ou-ser-lider-eis-a-questao/, data de acesso 10/01/2019)

Link permanente para este artigo: http://espacohomem.inf.br/2019/01/a-lideranca-empresarial-no-diva-estar-lider-ou-ser-lider-eis-a-questao/

Câncer da pele

O câncer da pele responde por 33% de todos os diagnósticos desta doença no Brasil, sendo que o Instituto Nacional do Câncer (INCA) registra, a cada ano, cerca de 180 mil novos casos.

O câncer da pele responde por 33% de todos os diagnósticos desta doença no Brasil, sendo que o Instituto Nacional do Câncer (INCA) registra, a cada ano, cerca de 180 mil novos casos. O tipo mais comum, o câncer da pele não melanoma, tem letalidade baixa, porém, seus números são muito altos. A doença é provocada pelo crescimento anormal e descontrolado das células que compõem a pele. Essas células se dispõem formando camadas e, de acordo com as que forem afetadas, são definidos os diferentes tipos de câncer. Os mais comuns são os carcinomas basocelulares e os espinocelulares. Mais raro e letal que os carcinomas, o melanoma é o tipo mais agressivo de câncer da pele.

(Fonte: http://www.sbd.org.br/dermatologia/pele/doencas-e-problemas/cancer-da-pele/64/, data de acesso 10/01/2019)

Link permanente para este artigo: http://espacohomem.inf.br/2019/01/cancer-da-pele/

‘Tinha medo do que iam pensar de mim’, diz homem vítima de violência doméstica

Nomia Iqbal

Repórter do Newsbeat

16 dezembro 2014

Um britânico cuja ex-namorada o deixou com ferimentos graves falou pela primeira vez sobre sua experiência como vítima de violência doméstica.

Mark Kirkpatrick, de 30 anos, foi encontrado em uma rua do condado de Lancashire, no noroeste da Inglaterra, sete meses atrás, depois que sua ex-namorada Gemma Hollings, de 37, o atacou usando uma estaca, um martelo e uma garrafa.

Ele ainda tem cicatrizes em seu corpo e em seu rosto. A polícia de Lancashire disse que o ataque foi um dos piores casos de violência doméstica já vistos na região.

Em outubro, Hollings foi condenada a oito anos de prisão. (…)

(Fonte: https://www.bbc.com/portuguese/noticias/2014/12/141213_homem_violencia_domestica_ni_cc.shtml, data de acesso 10/01/2019)

Link permanente para este artigo: http://espacohomem.inf.br/2019/01/tinha-medo-do-que-iam-pensar-de-mim-diz-homem-vitima-de-violencia-domestica/