Cirurgia robótica para o tratamento do câncer de próstata

A cirurgia robótica é direito do paciente

A cirurgia robótica é direito do paciente ainda que haja outra técnica cirúrgica disponível, pois quem decide qual tratamento deverá ser realizado é o médico, que não pode sofrer interferência do plano de saúde ou do SUS.

Somente a cada 2 anos o Rol de procedimentos de cobertura obrigatória dos planos de saúde é atualizado pela Agência Nacional de Saúde Suplementar (ANS) e, não bastasse todo esse tempo, a ANS deixa de incluir nas atualizações procedimentos já realizados pela medicina brasileira há muitos anos como, por exemplo, a cirurgia de prostatectomia radical pela técnica robótica, um tipo de cirurgia minimamente invasiva.

A cirurgia Robótica

O procedimento é realizado por um médico que fica sentado em uma mesa de operações que controle o equipamento robótico. O médico consegue visualizar o campo cirúrgico à distância e tem uma imagem em terceira dimensão (3D) aumentada em até dez vezes.

A primeira operação robotizada no Brasil foi realizada em 1990, mas foi somente a partir de abril de 2008 que as cirurgias robóticas foram efetivamente incorporadas à medicina brasileira.

Segundo a Sociedade Brasileira de Urologia, “na América Latina há 63 equipamentos instalados, sendo que 48 estão na América do Sul e quase 50% deles, no Brasil (23 equipamentos). Estes já se encontram espalhados em cinco estados (SP, RJ, CE, PE, RS)”[i]

Antes do surgimento dessa técnica, o paciente com câncer de próstata podia realizar a cirurgia através de outras técnicas, tais como a cirurgia abdominal aberta, cirurgia com incisão da perineal e através da técnica laparoscópica. As duas primeiras cirurgias apresentam maior risco de causar incontinência urinaria e disfunção erétil, além da dor abdominal no pós-operatório.

A técnica que utiliza a vídeo laparoscopia, embora apresente menor risco de danos colaterais ao paciente, não se equipara com a cirurgia robótica em termos de qualidade e precisão de imagem. Além disso, dependendo do tamanho da próstata, a cirurgia laparoscópica pode não ser possível.

Desta forma, a técnica cirúrgica com o auxílio do robô não só apresenta maior potencial de preservação da integridade física do paciente, como também tem maiores chances de evitar efeitos colaterais como incontinência urinária e difusão erétil.

A técnica também contribui com a diminuição da perda de sangue, exige um prazo menor para recuperação e oferecer a oportunidade de o paciente retornar mais rápido às suas atividades.

O rol da ANS

De abril de 2008 (ano da primeira cirurgia realizada no Brasil) até hoje, já se passaram mais de 8 anos. Nesse período, a ANS já fez diversas atualizações do rol de procedimentos de cobertura obrigatória, mas, até hoje, a cirurgia de prostatectomia radical com auxílio de robô permanece excluída dessa lista, sendo, portanto, negada pelos planos de saúde.

Resta saber se a demora (injustificada) para a inclusão do procedimento no rol é por causa da ineficiência da ANS ou se é porque a Agência está agindo de forma a proteger os planos de saúde ao invés do consumidor, este sim a parte mais fraca da relação contratual.

Ao paciente que teve o seu tratamento negado, é importante saber que a negativa de cobertura de qualquer procedimento pelos planos de saúde sob a justificativa de não constar no rol da ANS é considerada abusiva e ilegal pela Justiça, que tem deferido os pedidos de liminares desde que haja suficiente justificação clínica, possibilitando que o paciente possa se submeter ao tratamento logo nos primeiros dias após o ajuizamento da ação.

DRA. CLAUDINEIA JONHSSON

[i] http://sbu-sp.org.br/wp-content/uploads/2016/02/Revista-BIU-27ago16.pdf, acesso em 22/11/2016

(Fonte: http://www.acjadvocacia.com.br/blog/problemas-com-tratamentos-blog/cirurgia-robotica-para-o-tratamento-do-cancer-de-prostata/, data de acesso 10/04/2018)

Link permanente para este artigo: http://espacohomem.inf.br/2018/04/cirurgia-robotica-para-o-tratamento-do-cancer-de-prostata/

Autoexame para câncer de testículo: como fazer

Boa parte dos casos desse tipo de tumor, que acometeu o jogador Ederson, do Flamengo, é descoberta pelo próprio paciente. Saiba como se examinar

Por Da Redação

access_time9 abr 2018, 16h08 – Publicado em 25 jul 2017, 14h43

O câncer de testículo, diagnosticado no jogador Ederson, do Flamengo, surge, principalmente, em pessoas entre 15 e 50 anos de idade, com histórico familiar, lesões e traumas. Mas está longe de ser comum. Entre os tumores malignos que atingem o homem, cerca de 5% ocorrem nos testículos.

Um nódulo endurecido do tamanho de uma ervilha, geralmente indolor, ali ou na bolsa escrotal é o sintoma mais comum. E, embora sempre se peça para fazer avaliações com um médico de confiança, o autoexame pode ajudar a detectar a doença.

Como fazer essa avaliação

  • De pé, em frente ao espelho, verifique a existência de alterações em alto relevo na pele do escroto.
  • Examine cada testículo com as duas mãos. Posicione-o entre os dedos indicador, médio e polegar e movimente-o. Você não deve sentir dor. Não se assuste se um dos testículos parecer ligeiramente maior que o outro — é normal.
  • Procure o epidídimo — pequeno canal localizado atrás do testículo e que coleta e carrega o esperma. Isso é importante para se familiarizar com tal estrutura e não confundi-la como uma massa suspeita.

O que procurar

  • Qualquer alteração no tamanho dos testículos.
  • Sensação de peso no escroto.
  • Dor no abdômen inferior, na virilha, nos testículos ou no escroto.
  • Líquido que sai do escroto.

Quando fazer

Mensalmente, sempre após um banho quente. O calor relaxa o escroto e facilita a observação de anormalidades.

(Fonte: https://saude.abril.com.br/medicina/autoexame-para-cancer-de-testiculo-como-fazer/, data de acesso 10/04/2018)

Link permanente para este artigo: http://espacohomem.inf.br/2018/04/autoexame-para-cancer-de-testiculo-como-fazer/

Remédios constitucionais

Publicado por Bruno César

Olá, você sabe o que é, ou pelo menos já ouviu falar sobre os “Remédios Constitucionais”? Talvez não com essa nomenclatura, mas com certeza já ouviu falar sobre “Habeas Corpus”, um dos principais “remédios”, e bastante comentado nos noticiários.

Primeiramente é importante destacar que a terminologia “remédios constitucionais” é uma construção doutrinária e não legal, pois a legislação contempla cada remédio com nome específico.

Você pode está se perguntando: E para que serve esses tais remédios?

Os remédios constitucionais, ou remédios jurídicos, são instrumentos previstos no ordenamento jurídico brasileiro que deveriam ser de conhecimento de todos os cidadãos do nosso país. Isso porque são mecanismos que garantem aos cidadãos os direitos fundamentais previstos na Constituição Federal quando o Estado não cumpre seu dever, seja por despreparo, ilegalidade ou abuso de poder.

Passaremos a entender cada um, começando pelo habeas corpus, com certeza o mais conhecido.

  • O habeas corpus é uma medida que tem por objetivo proteger o direito de ir e vir. É concedido sempre que alguém sofrer ou se achar ameaçado de sofrer violência ou coação em sua liberdade de locomoção, por ilegalidade ou abuso de poder. É o que diz o artigo 5ºLXVIII da Constituição Federal. Vejamos:
  • Conceder-se-á habeas corpus sempre que alguém sofrer ou se achar ameaçado de sofrer violência ou coação em sua liberdade de locomoção, por ilegalidade ou abuso de poder.

O habeas corpus pode ser de dois tipos, concedido em duas situações distintas, analisaremos pois cada um deles:

Habeas corpus liberatório: Com certeza esse é o mais comum, pois é justamente o que faz cessar o constrangimento ilegal que priva alguém da liberdade. Nesta espécie, quando o referido remédio constitucional é concedido, haverá expedição de alvará de soltura.

Habeas corpus preventivo: Esse tipo só é usado quando existe apenas uma ameaça ao direito. Nesse caso, qualquer pessoa física que se achar ameaçada de sofrer lesão a seu direito de locomoção tem direito de fazer um pedido de Habeas corpus. Essa pessoa é chamada de “paciente” no processo. O acusado de ferir seu direito é denominado “coator”.

  • O habeas data é uma ação que visa garantir o acesso de uma pessoa a informações sobre ela que façam parte de arquivos ou bancos de dados de entidades governamentais ou públicas. Também pode pedir a correção de dados incorretos.

O habeas data tem o seu fundamento legal no artigo 5º LXXII alíneas a) e b) da Constituição Federal e na Lei 9.507, de 12 de novembro de 1997.

  • Outro importante remédio é o mandado de segurança, instrumento que serve para garantir direito líquido e certo, individual ou coletivo, que esteja sendo violado ou ameaçado por ato de uma autoridade, em ato ilegal ou inconstitucional. Pode ser de dois tipos, vejamos quais são eles:
  • Mandado de segurança preventivo: O mandado de segurança preventivo é aquele pedido com fins de evitar uma ilegalidade. Para garantir que o direito se cumpra, o indivíduo entra com o mandado.
  • Mandado de segurança repressivo: no caso de o ato ilegal já ter sido cometido pela autoridade pública, entra-se com a ação de mandado de segurança repressivo, para reprimir a injustiça cometida.

Suponhamos que determinada pessoa foi aprovada em um concurso público dentro do número de vagas, porém o prazo do concurso se expira e ela não foi convocada para assumir o cargo. O que fazer para garantir o seu direito? Ela poderá entrar com mandado de segurança, mais precisamente o mandado de segurança repressivo, tendo em vista que o direito líquido e certo já foi violado por um ato de ilegalidade.

  • Outro remédio não tão conhecido por muitos como o habeas corpus, mas não menos importante é o mandado de injunção, ele busca a regulamentação de uma norma da Constituição, quando os poderes competentes não o fizeram. O pedido é feito para garantir o direito de alguém prejudicado pela omissão do poder público. Vejamos o que diz o artigo 5ºLXXI da Constituição Federal:
  • Conceder-se-á mandado de injunção sempre que a falta de norma regulamentadora torne inviável o exercício dos direitos e liberdades constitucionais e das prerrogativas inerentes à nacionalidade, à soberania e à cidadania.

Para se intentar o mandado de injunção faz-se necessário a analise de alguns requisitos:

1º- Direitos e liberdades constitucionais previstos em normas de eficácia limitada (normas constitucionais que dependem de atuação posterior do poder público para regular o direito previsto de forma mediata, diferida, ainda limitada);

2º- Ausência de norma regulamentadora para efetivar esses direitos, liberdades ou prerrogativas ligadas à nacionalidade, à soberania e à cidadania (Omissão do Poder Público);

3º- Inviabilidade do exercício do direito, liberdade ou prerrogativa em virtude da falta de normatividade.

  • Por último temos a ação popular que permite ao cidadão recorrer à Justiça na defesa da coletividade para prevenir ou reformar atos lesivos cometidos por agentes públicos ou a eles equiparados por lei ou delegação. Há também a possibilidade de uma ação popular ser aberta quando a administração pública for omissa em relação a atos que deveria praticar.

Quem pode propor a ação popular? Todos os eleitores brasileiros, incluindo os menores de 18 anos, têm legitimidade para propor uma ação desse tipo, porém há a necessidade de se demonstrar a lesividade ou ameaça ao direito provocada pelo ato da administração pública ou pela omissão desta. A ação popular está prevista no artigo 5º LXXIII da Constituição Federal, vejamos:

Qualquer cidadão é parte legítima para propor ação popular que vise a anular ato lesivo ao patrimônio público ou de entidade de que o Estado participe, à moralidade administrativa, ao meio ambiente e ao patrimônio histórico e cultural, ficando o autor, salvo comprovada má-fé, isento de custas judiciais e do ônus da sucumbência.

Cabe uma ação popular, por exemplo, quando é considerado abusivo o reajuste sobre o salário de vereadores de determinada câmara municipal.

É isso, espero ter esclarecido um pouco sobre o tema proposto.

Um grande abraço e até a próxima!

Bruno César

Acadêmico de Direito, Estagiário do Ministério Público Federal – MPF e Concurseiro.

(Fonte: https://brunocpsouza14.jusbrasil.com.br/artigos/564818309/remedios-constitucionais, data de acesso 10/04/2018)

Link permanente para este artigo: http://espacohomem.inf.br/2018/04/remedios-constitucionais/

Correntes de prata, como usar?

A Corrente de Prata é um acessório capaz de combinar com vários estilos, pois tem abundantes modelos, dando ao look um ar mais despojado.

Ser vaidoso é uma das características das pessoas. Algumas podem ser mais, outras podem nem ligar tanto, entretanto todos amam estar bem vestidos e se sentir bem com as produções. Acompanhar a moda, para alguns, é diretriz, outros preferem produzir seu próprio estilo de acordo com o que mais gostam. O que de fato interessa é que VOCÊ se sinta bem e confiante com o que está utilizando.

E nem são só as mulheres que gostam de se arrumar e se sentirem bonitas. Os homens estão frequentando salões de beleza para cortarem os cabelos de acordo com as tendências, ficam por dentro das coleções de cada estação lançadas pelas marcas, conhecem as referências que serão/estão sendo usadas pelos famosos. Eles não ficam para trás quando o assunto é vaidade.

Homens e mulheres gostam de estar na moda e, também, de fazer moda. As produções são capazes de dizer muito a respeito quem é uma pessoa. As roupas que escolhe, o perfume que costuma usar, o corte de cabelo, e todos os outros detalhes, conseguem expressar ao mundo a sua personalidade.

Sua personalidade e gostos pessoas estarão presentes nos mais diferentes momentos, seja para ir na padaria ou naquela festa chic. Os acessórios são capazes de ser o toque pessoal que esteja faltando em suas produções e salientam a que você veio.

Acessórios Masculinos

Os homens que querem ficar na moda também podem escolher alguns acessórios para dar um toque de personalidade em suas produções.
Você poderá utilizar apenas uma camisa simples combinando com algum acessório que goste e estará arrumado, pronto para quase todas as ocasiões, seja durante o dia ou à noite.

São vários tipos de acessórios e semijoias que você poderá escolher para compor as suas produções, como relógios, chapéus, bonés, cintos, pulseiras de prata, carteiras e também correntes. As correntes de prata masculina conseguem ser ótimas pedidas para que seus looks fiquem ainda mais cheios de estilo.

Homens vaidosos e modernos são capazes de considerar a Corrente de Prata um complemento em seu visual, sendo que este poderá ser usado em variadas ocasiões e programas.

É mais comum que os homens prefiram utilizar os mais grossos, porém existem incalculáveis outros estilos e modelos. Escolha a peça que mais tenha a agregar a você e seu look, podendo, até mesmo, se necessário adicione um pingente na peça.

Cuidados Básicos

Não é de hoje que as Corrente de Prata são usados nas produções. Eles são colocados nos looks há diversos anos e são bons investimentos, afinal a Prata é um metal precioso. No entanto, para preservar a peça, é preciso tomar alguns cuidados básicos.

  • Não deixe sua Prata jogada em qualquer canto ou em meio a outras peças. Ele precisa ser deixada separadamente, em um saquinho ou uma caixa.

Para limpar, use sabonete líquido e esfregue, de forma suave, com uma escova macia. Você também pode usar produtos específicos para limpeza, mas certifique-se de que o item é de boa procedência e que está utilizando corretamente.

Famosos e a Corrente de Prata em Seus Looks

Diversos artistas, conhecidos e celebridades fazem uso da Corrente de Prata em suas produções. Entre eles estão os jogadores Ronaldinho Gaúcho e Cristiano Ronaldo e os atores Cauã Reymond, Caio Castro e Vin Diesel. Eles fazem o uso da Corrente em muitos de seus looks, e você também poderá usar esse acessório para completar as tuas produções.

Você pode utilizar a Corrente de Prata com camisa de gola V, ressaltando a peça, ou com camisetas, dando um ar mais despojado ao look, caso prefira, também pode utilizar com uma camisa de botões, sem perder a elegância que o Corrente oferece.
Visite nosso site e encontre as peças que fazem mais seu estilo.

(Fonte: https://www.maitejoias.com.br/blog/moda-estilo/correntes-de-prata-como-usar/, data de acesso 10/04/2018)

Link permanente para este artigo: http://espacohomem.inf.br/2018/04/correntes-de-prata-como-usar/

Homens “Inimitáveis”, Homens “Inesquecíveis”, Homens “Históricos”!!!

Nesta edição pensava ao iniciá-la em como reconhecer homens atuais, com seus valores intrínsecos a sua sabedoria e conhecimentos, com trajetória de vida exemplar! Como encontrar alguém que representasse a evolução humana, e, que servisse para modelo histórico de outros homens e mulheres? Estava pesquisando, ainda madrugada, mas somente uma pessoa me palpitava, pois era comum eu estar sempre trazendo notícias dele. Um homem especial, incrível, que a tudo superava e demonstrava que, além da dor, era o grande inspirador para a vitória de toda a raça humana.

Ao escrever o nome dele para pesquisar e saber das últimas notícias dele, sim, para minha tristeza, era a última. Ele havia acabado de falecer, as notícias assim apontavam… É um vazio, uma tristeza igual ao que sentimos quando um parente amado se vai para a eternidade.

Mas, ali estava o desfecho final do homem mais corajoso de nosso planeta, em nossa recente história, um homem que superou a dor, ultrapassou as previsões de vida, manteve-se junto da sua família, continuou suas pesquisas inéditas e ousadas, desafiou-se com novas experiências e em “2007, experimentou a microgravidade (gravidade zero) durante um voo da NASA, sobre o Atlântico”, o que o deixou muito feliz!”

Recebeu condecorações louváveis, fez palestras, escreveu livros, participou de filmes, inovou no que pode e acreditou, e desafiou com os seus conhecimentos, o conhecimento de todos, com suas descobertas incríveis e insuperáveis, parecia ter uma “comunicação especial com o cosmo.”

Mesmo ali “preso a sua cadeira, com sua voz sintetizada”, demonstrava para todos nós, o “como e o por quê, ele era forte e vencedor, nos seus 76 anos de “terráqueo”. Partiu em voo para a eternidade. “Pode continuar voando como Superman”, diz Nasa a Stephen Hawking .

Foi um herói dele mesmo, para nós, e, para a história contemporânea! Um exemplo e modelo para muitos homens vencerem a si próprios.

Stephen Hawking para mim você foi o modelo na minha crença de que há “HOMENS INIMITÁVEIS, HOMENS INESQUECÍVEIS, HOMENS HISTÓRICOS”!

Minha homenagem póstuma, ao mesmo tempo que ainda creio, que junto aos nossos leitores, e voluntários/colaboradores, em outras áreas da vida temos histórias de “HOMENS INIMITÁVEIS, HOMENS INESQUECÍVEIS, HOMENS HISTÓRICOS”!

Receba esta edição que trazemos com ótimas entrevistas, e pesquisas de temas, que se encontram on line, em que autores/autoras contribuem com suas divulgações úteis para todos os homens, de forma atemporal e aplicável no cotidiano. (Todos os autores e fontes com seus links foram citados- divulgação gratuita).

Cordial abraço de Elisabeth Mariano e Equipe do ESPAÇO HOMEM.

Link permanente para este artigo: http://espacohomem.inf.br/2018/03/homens-inimitaveis-homens-inesqueciveis-homens-historicos/

Entrevista com o Prof. Jefferson D’Addario, Empresário e Consultor de Segurança em TI

Jefferson D’Addario

Perfil do Prof. Jefferson D’Addario, Empresário e Consultor de Segurança em TI

Consultor sênior há mais de vinte anos em TI, gestão de riscos e continuidade de negócios, ganhador do prêmio SECMASTER 2006 na categoria “Melhor Contribuição para o Desenvolvimento de Mercado”. Possui mais de 35 projetos de Continuidade de Negócios para empresas líderes no Brasil e Exterior nos últimos dez anos.

Certificado como CBCP pelo DRII-USA, MBCI pelo BCI-UK, CRISC pela ISACA, ISO 27001 lead auditor (BSI). Formação em Economia e TI. Foi o responsável por trazer e desenvolver os primeiros cursos de continuidade de negócios oficiais do DRII – Disaster Recovery Institute International para o Brasil em 2005.

Desde 2010 é instrutor oficial do DRII e representante executivo para o Brasil. É Membro da ISACA-SP, sendo colaborador na tradução do COBIT 4.1. Possui ampla experiência em Gestão de TIC (ITIL e ISO 20.000) e Govenança de TIC (COBIT, ISO 38500), tendo sido gerente e diretor de TI em empresas nacionais, e participado de projetos de implementação e certificação.

Criador, coordenador e professor da Pós-graduação em GTSI – Gestão e Tecnologia em Segurança da Informação, curso DARYUS aplicado na Faculdade Impacta Tecnologia (FIT) – SP/SP, desde 2003, atualmente na turma 15. É sócio-diretor e fundador da DARYUS Consultoria e Treinamento, e atualmente CEO do Grupo DARYUS. Possui ampla experiência em gestão empresarial de negócios, pessoas, educação, gestão de crises, comunicação empresarial, relacionamento executivo e gestão financeira, apoiando executivos de grandes empresas no Brasil em projetos de consultoria.

Palestrante, articulista e colaborador em eventos nacionais e internacionais relacionados a GRC, TI,

Continuidade e Gestão Empresarial. Foi reconhecido pela Infragard – Califórnia em 2010 pela contribuição na área de segurança da informação para o Brasil. Já lecionou anteriormente para IPEN – Instituto de Pesquisas Nucleares – USP – SP e Instituto Trevisan – SP.



OBS.: Respeitamos a Liberdade de Expressão de todas as pessoas. As opiniões aqui expressas NÃO refletem as da TV ESPAÇO HOMEM, sendo estas de total responsabilidade das pessoas aqui entrevistadas.

Link permanente para este artigo: http://espacohomem.inf.br/2018/03/entrevista-com-o-prof-jefferson-daddario-empresario-e-consultor-de-seguranca-em-ti/

Entrevista com o Pe. Rubens Pedro Cabral, Omi, Filósofo, Psicólogo e Professor

Pe. Rubens Pedro Cabral

Perfil do Pe. Rubens Pedro Cabral, Omi, Filósofo, Psicólogo e Professor

Coordenador da CRB – Conferência dos Religiosos do Brasil – Regional São Paulo
Missionário Oblato de Maria Imaculada da Província do Brasil, nascido em São Carlos-SP a 30/06/1953, vive em São Paulo a 42 anos.

Se formou em Filosofia pela Faculdade Nossa Senhora Medianeira, Teologia pela Faculdade Nossa Senhora da Assunção, Psicologia pela UNISA – Universidade Santo Amaro – e fez Especialização em Atendimento a Pessoas Especiais pela USP.

Foi Pároco nas periferias de São Paulo durante 27 anos, atuou como Psicólogo por 25 anos, Professor Universitário na UNISA durante 15 anos.

Foi Provincial dos Oblatos de Maria Imaculada e atualmente é o Coordenador da Conferência dos Religiosos do Brasil – Regional São Paulo.


Ouça a entrevista: Rádio Espaco Homem – 2018-03-15 – Pe. Rubens Pedro Cabral, Omi

https://drive.google.com/open?id=1rwklHeNFAX9P5eF6GL9a-Pvf8ZPhoucI

OBS.: Respeitamos a Liberdade de Expressão de todas as pessoas. As opiniões aqui expressas NÃO refletem as da RÁDIO ESPAÇO HOMEM, sendo estas de total responsabilidade das pessoas aqui entrevistadas.

Link permanente para este artigo: http://espacohomem.inf.br/2018/03/entrevista-com-o-pe-rubens-pedro-cabral-omi-filosofo-psicologo-e-professor/

Físico britânico Stephen Hawking morreu aos 76 anos

Ele deixou saudade e nossa admiração por seu brilhantismo

Hawking foi um físico teórico, astrofísico, cosmólogo e divulgador, que sofria de uma doença vinculada à Esclerose Lateral Amiotrófica (ELA)

EM Estado de Minas – postado em 14/03/2018 07:12 / atualizado em 14/03/2018 10:47

Morreu dia 14 de março, o famoso físico britânico Stephen Hawking, um dos maiores cientistas do mundo. Hawking tinha 76 anos, e a morte foi confirmada pela família por meio de nota.

Na declaração, os filhos Lucy, Robert e Tim relataram que ele morreu em casa, localizada em Cambridge, no Reino Unido, nas primeiras horas desta quarta-feira.

“Estamos profundamente tristes pelo fato de o nosso amado pai ter morrido hoje”, afirmam os familiares, lembrando que ele foi “um cientista e um homem extraordinário, cujo trabalho e legado perdurarão por muitos anos”.

Os filhos destacam que “sua coragem e persistência, com seu brilho e humor, inspiraram pessoas em todo o mundo”.

“Ele disse uma vez que este não seria um grande universo se não fosse o lar das pessoas que você ama”, comentaram, ressaltando que vão sentir falta dele “para sempre”.

“Sua valentia e persistência, aliadas ao seu brilhantismo e humor, inspirou pessoas em todo o mundo”, destacaram seus filhos.

(Fonte: https://www.em.com.br/app/noticia/internacional/2018/03/14/interna_internacional,943977/fisico-britanico-stephen-hawking-morre-aos-76-anos.shtml, data de acesso 10/03/2018)

Link permanente para este artigo: http://espacohomem.inf.br/2018/03/fisico-britanico-stephen-hawking-morreu-aos-76-anos/

Derrame no joelho: conheça os principais sintomas e tratamentos

13 DE MARÇO DE 2018 • SAÚDE

Você já ouviu falar em derrame no joelho? Trata-se do acúmulo de líquido nas articulações da região e, por esse motivo, é popularmente conhecido como água no joelho.

Essa enfermidade costuma causar muita dor e incômodos para as pessoas e, por isso, ficar bem informado sobre as suas causas e tratamentos é muito importante.

Pensando nisso, reunimos neste post informações sobre o que é o derrame no joelho, bem como os motivos que o causam e os métodos de cura desse problema. Siga conosco e saiba mais sobre o assunto.

O que é o derrame articular no joelho?

Quando uma pessoa tem dor, inchaço, aumento da temperatura e vermelhidão no joelho, é bem provável que tenha um derrame articular no local, pois esses são os principais sintomas desse problema.

O derrame ocorre quando acontecem sangramentos dentro da articulação, de modo que o sangue permaneça acumulado na região. Outra situação é quando o líquido produzido para lubrificar as articulações, o chamado líquido sinovial, é liberado pelo corpo em grande quantidade, gerando acúmulos no local.

Quais são as principais causas do derrame no joelho?

São várias as causas que provocam o derrame no joelho, sendo a principal delas as pancadas na articulação. Isso quer dizer que quando alguém se machuca ao sofrer quedas e torções, está mais propenso a ter o derrame.

Para evitar que isso aconteça, recomenda-se sempre que o joelho seja alongado e fortificado por atividades físicas, principalmente para as pessoas que caminham muito ou que praticam exercícios como a corrida e o futebol.

Outras causas comuns que provocam derrames no joelho são doenças como a artrite, a artrose e gota, episódios de infecção intestinal e também a ocorrência da gonorreia, uma doença sexualmente transmissível.

É por isso que sempre que alguém apresentar algum dos sintomas do derrame articular, deve procurar um médico de confiança, que por meio de exames poderá identificar o problema, sua causa e indicar um tratamento adequado.

Quais são os tratamentos para o derrame articular no joelho?

Cada caso é um caso e não existe uma receita mágica para curar o derrame articular no joelho. No entanto, o principal tratamento para essa enfermidade é a fisioterapia e a massoterapia, que apresentam resultados a médio e longo prazo.

O fisioterapeuta desenvolverá uma série de exercícios físicos que têm por objetivo fortalecer a articulação e provocar uma melhor circulação do sangue e dos líquidos da região, dispersando assim o acúmulo que causa o derrame e as dores.

No entanto, para amenizar a dor, os médicos geralmente receitam tratamentos paliativos, como o uso de remédios anti-inflamatórios, aplicação de gelo no local e também o repouso e proteção da área dolorida, que pode ser enfaixada ao decorrer do dia.

Conhecer mais sobre o derrame no joelho é importante tanto para saber como se proteger desse problema quanto para orientar pacientes ou pessoas que apresentarem esses sintomas.

(Fonte: http://www.hipolabor.com.br/blog/2018/03/13/derrame-no-joelho-conheca-os-principais-sintomas-e-tratamentos/, data de acesso 10/03/2018)

Link permanente para este artigo: http://espacohomem.inf.br/2018/03/derrame-no-joelho-conheca-os-principais-sintomas-e-tratamentos/

Como tratar a queda do hormônio masculino?

Em: 23 de outubro de 2017

A expectativa de vida do brasileiro tem aumentado e a procura da longevidade e qualidade de vida tem desencadeado um interesse cada vez maior em identificar e tratar as deficiências hormonais que afetam o sexo masculino.

No homem a função testicular é afetada de maneira progressiva e o declínio na produção de testosterona é lento e gradual após os 40 anos. Assim, as manifestações clínicas do hipogonadismo do homem adulto, que representa a queda na produção de testosterona, são mais sutis, não sendo identificadas com facilidade, no entanto impactam negativamente na qualidade de vida.

________________________________________

“ (…) a reposição de testosterona no homem idoso é um compromisso para toda a vida e, embora traga benefícios, deve ter um acompanhamento com seu urologista continuamente”

________________________________________

O termo “andropausa”, utilizado com frequência para definir essa situação clínica, é incorreto. As alterações hormonais do homem idoso são mais bem definidas como Distúrbio Androgênico do Envelhecimento Masculino – DAEM, pois o decréscimo da produção de testosterona não é um fenômeno isolado, ocorrendo simultaneamente outras importantes alterações fisiológicas inerentes à idade.

As manifestações clínicas que acompanham a diminuição da testosterona são: alterações da capacidade de ter uma ereção rígida, falta de interesse sexual, mudança do humor, menor atividade intelectual, dificuldade de concentração, irritabilidade, problemas de memória e desorientação espacial. O déficit de testosterona pode causar também constantes episódios depressivos. Há um aumento progressivo da gordura abdominal (obesidade) e diminuição da massa muscular, que se agrava ainda mais pela falta de atividade física. Pode ocorrer uma diminuição da densidade mineral óssea resultando em osteoporose.

Portanto o diagnóstico de diminuição da testosterona no homem deve ser clínico e com exame de sangue para a avaliação com dosagem da testosterona total. Homens entre a quarta e a sétima décadas de vida apresentam tendência de queda da testosterona total em 1,2% ao ano e isso traz grande impacto na sexualidade, afetando a relação do casal.

Tratamento

A terapia de reposição hormonal com testosterona é a forma mais utilizada no tratamento dos homens com déficit de hormônio masculino e tem como objetivo restabelecer os níveis normais do hormônio masculino e diminuir os sintomas relacionados ao hipogonadismo. A reposição de testosterona deve seguir certos cuidados, de maneira a respeitar as necessidades biológicas do paciente e a manutenção de concentrações fisiológicas de testosterona no sangue, isto avaliado em consultas médicas com seu urologista.

Em nosso meio as formas mais amplamente utilizadas são as injeções intramusculares de testosterona de curta ação, que necessitam de aplicações a cada 15 dias. São tratamentos eficazes e de baixo custo, embora sejam necessárias múltiplas aplicações. A apresentação injetável de undecilato de testosterona de efeito prolongado é uma formulação que propicia níveis terapêuticos estáveis e fisiológicos por um período de 12 semanas. É uma opção terapêutica confortável, mas com custo mais elevado.

Recentemente, tivemos o lançamento no Brasil de testosteronas tópicas, na forma de gel, também com resultados eficazes e seguros para a reposição hormonal masculina.

É importante realçar que a reposição de testosterona no homem idoso é um compromisso para toda a vida e, embora traga benefícios, deve ter um acompanhamento com seu urologista continuamente.

Dr. Fernando Nestor Facio Jr. – São José do Rio Preto, SP

(Fonte: http://portaldaurologia.org.br/faq/como-tratar-a-queda-do-hormonio-masculino/, data de acesso 10/03/2018)

Link permanente para este artigo: http://espacohomem.inf.br/2018/03/como-tratar-a-queda-do-hormonio-masculino/