É errado chamar médico e advogado de “doutor”?

Tudo começou com uma tradição do século 19

Por Rafael Costa – Publicado em 14 fev 2017, 17h01

Não. Mas também não é correto. Segundo os dicionários modernos, você pode chamar de “doutor” qualquer um que tenha concluído um doutorado, seja a pessoa formada em agronomia, seja em zootecnia. O costume de chamar advogado e médico de “doutor”, mesmo aqueles sem doutorado, vem do Brasil colônia, pois na época a maioria dos jovens ricos que estudavam fora cursava medicina ou direito. Além disso, em 1827, dom Pedro 1º decretou que aquele que concluísse os cursos de ciências jurídicas e sociais no Brasil deveria ser tratado como “doutor”. O decreto caiu em desuso com o tempo, e hoje vale a regra do dicionário. Já os médicos continuam sendo chamados assim por tradição – reforçada por boa parte da própria classe médica, que usa o termo em cartões de visita, placas de identificação e perfis nas redes sociais, por exemplo.

(Fonte: https://super.abril.com.br/mundo-estranho/e-errado-chamar-medico-e-advogado-de-doutor/, data de acesso 10/10/2018)

Link permanente para este artigo: http://espacohomem.inf.br/2018/10/e-errado-chamar-medico-e-advogado-de-doutor/