jan 19

Entrevista com Miguel Lujan Paletta

Lic. Miguel Lujan Paletta

Data de nascimento 06 de outubro de 1949, em Junin, Buenos Aires, Argentina.
Filho de Reynaldo Antonio Paletta e Anunciada Cornachia.

Formação

Em Administração de Empresas e Comércio Exterior. Iniciou suas atividades como industrial na Argentina, nas cidades de Junin e Mar Del Plata. Por razões profissionais estabeleceu-se no Brasil em 1985, atuando em comércio exterior. Em 1991, com o acordo dos países do Mercosul, na Argentina, fundou a Câmara de Comércio do Mercosul Tribunal Arbitral e, em 1995, estabeleceu-se em Comitê Central de São Paulo, Brasil.

Cargos

  • Presidente da Câmara da Indústria e Comércio do Mercosul e Américas;
  • Secretário Tribunal Geral de Conciliação e Arbitragem;
  • Diretor de Tribunal Internacional, ticamer membro observador do UNCITRAL;
  • Diretor Tesoureiro da Associação Argentina de Direito Farmacêutico;
  • Diretor de Associação Argentina de Saúde;
  • Diretor Presidente da Companhia Americana S.A.;

Denominações e Condecorações

  • Doutor processo na sociedade ideal concedido pelo Internacional Grupo Executivo Lideres e Homens de Negócios, Brasil;
  • Cruz do Mérito Filosófico e Cultural, pela Sociedade Brasileira de Filosofia, Literatura e Ensino, Brasil;
  • Comendador e honraria Libertador da América, pela Câmara Brasil de Cultura;
  • Delegado oficial pelo Departamento Latino Americano da Comissão Internacional pelos Direitos da Juventude e Adolescência, Brasil;
  • Destaques e Personalidades do Governo da Cidade São Paulo, Brasil;
  • Condecorado com a Medalha Ulisses Guimarães pela Ordem dos Parlamentares do Brasil;
  • Prêmio Personalidade 2007 pela Assembleia Legislativa do Estado São Paulo, Brasil;
  • American Federation Of Police Honoray Board Mermber;
  • Cruz do Reconhecimento do Mérito do Empreendedor Intermediação de Negócios nas Américas;
  • Premio Mara de Oro Internacional 2014, Venezuela;
  • Cruz do Reconhecimento do Mérito do Empreendedor 2015, Brasil;
  • Ordre Souberaine de Saint Paul 2015, França.

______________________________________________

TV Espaço Homem – 2017-01-19 – Miguel Lujan Paletta from TV Espaço Homem on Vimeo.

Link permanente para este artigo: http://espacohomem.inf.br/2017/01/entrevista-com-miguel-lujan-paletta/

jan 19

Entrevista com Willian Corrêa

Willian Corrêa é âncora do Jornal da Cultura e diretor de jornalismo da TV Cultura / SP

Tem 30 anos de carreira e várias passagens pelos principais veículos de comunicação do país.

Nasceu em Montes Claros (MG), e começou sua trajetória aos 15 anos como locutor de rádio.

Aos 18, estreou na televisão, na bancada do programa MG TV, da Globo de Minas Gerais.

Depois, passou pelas redações da TV Alterosa (SBT), Rede Minas, Globo, Record e Bandeirantes.

Tem experiência internacional como diretor geral da TV Zimbo, em Angola.

Saiba mais acesse: http://tvcultura.com.br/programas/jornaldacultura/

Jornalista Willian Corrêa é âncora do Jornal da Cultura e diretor de jornalismo da TV Cultura / SP.

Link permanente para este artigo: http://espacohomem.inf.br/2017/01/entrevista-com-willian-correa/

jan 15

A poluição mata 12% da população mundial, e em São Paulo mata quase 20 pessoas por dia

Carros causam 90% da poluição, e também por causa da poluição aérea de aeronaves

Em notícia de 27/09/15, a Organização Mundial da Saúde já alertava que a poluição causou 12% da morte das pessoas do planeta, que vivem em lugares onde a qualidade do ar está fora dos padrões da OMS.

Nove em cada dez pessoas respiram ar de qualidade ruim e 6,5 milhões morrem todos os anos por causa daquilo que a gente respira nas ruas.

De todos os dados da OMS, um dos mais abrangentes mostra que, em 2012, quase 12% de todas as mortes no mundo foram por causa da poluição dentro e fora de casa. Em geral desencadeadas por infartos, AVCs, câncer de pulmão e outras doenças respiratórias.

No Brasil, a média foi de 14 mortes a cada 100 mil habitantes.

A Organização Mundial de Saúde fala em “urgência” para enfrentar uma “emergência sanitária”. A OMS recomenda investir correndo em energias limpas e transporte ecológico.

Em media 20 paulistanos morrem por dia por causa da poluição, e estão com menos dois anos de vida, diante do ar que respiram. O congestionamento causa problemas diretos de saúde (e fechar a janela do carro e ligar o ar condicionado não adianta porque, mesmo filtrando o material particulado, ainda penetram no veículo gases como dióxido de nitrogênio), além dos estresses pelos acidentes com mortes, e tempo perdido para o trabalho e negócios; ausência familiar, mau alimentados etc. Tais danos a saúde também afetam a quem viaja de ônibus, lotações etc.

São Paulo chega a ultrapassar Nova York em movimento de helicópteros, com médias que superam 2.000 pousos e decolagens por dia, a poluição aérea também precisa ser levada em conta.

Aqui não se está levantando a poluição por outros meios tais como o uso de cigarros, máquinas, indústrias etc.

Caros leitores, com este alerta e sugestão de fontes referenciadas, pretendemos mostrar o quanto somos e estamos vítimas da poluição diária, que afeta nossa qualidade de vida e de familiares. Que tal debatermos mais sobre o assunto e buscarmos alternativas coletivas junto às autoridades e outros meios de conscientização e soluções?

Trazemos outras pesquisas sobre vários assuntos esperamos que possam ser úteis.

Nesta primeira edição de 2017, trazemos nosso abraço fraternal com expectativa e votos de que seja o melhor ano de sua vida, com qualidade e saúde, alegrias e prosperidade. Elisabeth Mariano e equipe ESPAÇO HOMEM.

Leia mais sobre a poluição e os danos à saúde e morte que causam.

Referências:

OMS divulga dados alarmantes sobre poluição do mundo

Edição do dia 27/09/2016

27/09/2016 14h23 – Atualizado em 27/09/2016 14h25

(Fonte: http://g1.globo.com/jornal-hoje/noticia/2016/09/oms-divulga-dados-alarmantes-sobre-poluicao-do-mundo.html, data de acesso 10/01/2017)

As consequências do uso excessivo do automóvel

Willian Cruz | Última atualização em 18 de junho de 2013

(Fonte: http://vadebike.org/2009/07/a-demonizacao-dos-automoveis/, data de acesso 10/01/2017)

São Paulo ultrapassa NY e tem maior frota de helicópteros do mundo, capital paulista ultrapassou a cidade americana e conta com cerca de 2 000 pousos e decolagens por dia

Por da Redação – access_time19 ago 2013, 21h

20 de ago de 2013

(Fonte: http://veja.abril.com.br/economia/sao-paulo-ultrapassa-ny-e-tem-maior-frota-de-helicopteros-do-mundo/, data de acesso 10/01/2017)

Brasil não sabe tamanho da própria frota, e estrutura sofre com isso

25.05.2016 10h41 – Alta Roda – Fernando Calmon – Colunista do UOL

(Fonte: https://carros.uol.com.br/colunas/alta-roda/2016/05/25/brasil-nao-sabe-tamanho-da-propria-frota-e-estrutura-sofre-com-isso.htm, data de acesso 10/01/2017)

Link permanente para este artigo: http://espacohomem.inf.br/2017/01/a-poluicao-mata-12-da-populacao-mundial-e-em-sao-paulo-mata-quase-20-pessoas-por-dia/

jan 15

Cinco brasileiros com destaque mundial na área das Ciências

De nanotecnologia a clima: 5 cientistas nacionais que você deveria conhecer

Gabriel Francisco Ribeiro – Do UOL, em São Paulo – 04/11/2016 06h00

Leia reportagem completa e veja fotos

  • Álvaro Avezum – diretor da divisão de pesquisa do Instituto Dante Pazzanese de Cardiologia;
  • Ado Jorio – professor do Departamento de Física da UFMG (Universidade Federal de Minas Gerais);
  • Adriano Nunes Nesi – professor no departamento de biologia vegetal da UFV (Universidade Federal de Viçosa);
  • Flávio Kapczinski – professor do departamento de psiquiatria e de medicina forense da UFRGS (Universidade Federal do Rio Grande do Sul);
  • Paulo Artaxo – professor do departamento de física da USP (Universidade de São Paulo) e membro do painel climático da ONU (Organização das Nações Unidas.
(Fonte: http://noticias.uol.com.br/ciencia/ultimas-noticias/redacao/2016/11/04/5-cientistas-brasileiros-que-voce-deveria-conhecer-melhor.htm, data de acesso 10/01/2017)

Link permanente para este artigo: http://espacohomem.inf.br/2017/01/cinco-brasileiros-com-destaque-mundial-na-area-das-ciencias/

jan 15

Beber três xícaras de café por dia pode reduzir risco de câncer de fígado

Pesquisadores afirmam que o hábito diminui as chances em até 50%

Por redação – publicado em 28/10/2013

Já é sabido que a ingestão moderada de café pode ajudar na prevenção de diversos tipos de câncer, como próstata e mama. Agora, um pesquisador do departamento de epidemiologia do Istituto Di Ricerche Farmacologiche Mario Negri e do departamento de ciências clínicas e de saúde da Università degli Studi di Milano, na Itália, descobriu que beber três xícaras de café por dia diminui o risco de câncer de fígado, particularmente o tipo mais comum, que é o carcinoma hepatocelular. A pesquisa foi publicada em outubro na revista Clinical Gastroenterology and Hepatology.

Os pesquisadores realizaram uma meta- análise de artigos publicados entre 1996 e setembro de 2012, envolvendo 16 estudos de alta qualidade com um total de 3.153 casos. Também foram incluídos dados sobre 900 casos mais recentes de carcinoma hepatocelular. Feita a análise, os autores chegaram à conclusão de que o café pode reduzir as chances de câncer de fígado em 40%, podendo chegar a 50% em alguns casos.

Apesar da consistência dos resultados entre os estudos acompanhados, os cientistas afirmam que é difícil estabelecer se a associação entre o consumo de café e carcinoma hepatocalular é causal, ou se pode estar parcialmente atribuída ao fato de que os pacientes com doenças hepáticas e digestivas muitas vezes param voluntariamente sua ingestão de café. Além disso, o café comprovadamente ajuda a prevenir o diabetes, que é um conhecido fator de risco para o câncer de fígado. Sabe-se também que o café tem efeitos benéficos sobre a cirrose e as enzimas hepáticas.

O câncer primário de é altamente evitável se feita vacinação do vírus da hepatite B, o controle da transmissão do vírus da hepatite C e redução do consumo de álcool. Essas três medidas podem, em princípio, evitar mais de 90% dos cânceres primários de fígado em todo o mundo. O câncer de fígado é o sexto tipo de câncer mais comum no mundo, e a terceira causa mais comum de morte por câncer.

Sete dicas para preparar um café mais saboroso e saudável

Quem sabe fazer café pode até falar que não existe qualquer segredo no preparo, mas isso não é verdade. Quem nunca foi vítima de um café praticamente intragável ou tomou um café que valeu uma segunda rodada? E a questão pode estar muito além do equilíbrio entre água e pó. A qualidade dos grãos, o tipo de água, a forma de filtrar e até os complementos podem mudar completamente o sabor da bebida. Por isso, buscamos dicas com verdadeiras experts no assunto que ensinam passo a passo de como preparar um bom café. Assim, além de aproveitar uma bebida deliciosa, você ainda se beneficia das substâncias antioxidantes presentes na cafeína, que atuam na prevenção de doenças cardiovasculares, câncer, depressão e até diabetes tipo 2. Confira:

Água precisa ser filtrada

Segundo Beatriz Cintra, gerente do Café Raiz, eleito um dos melhores cafés de São Paulo, o tipo de água usado no preparo do café é muito importante. A água de torneira, mesmo depois de aquecida, pode conter pequenas partículas sólidas que podem alterar o sabor da bebida. “Por isso, prefira água mineral ou filtrada”, recomenda. Se a máquina de café ainda oferecer filtro interno, melhor ainda.

Grãos devem ser moídos na hora

“Para que o café tenha aroma e sabor mais gostoso, o ideal é ter um moinho doméstico para moer os grãos antes do preparo”, aponta Cleia Junqueira, coordenadora do centro de Preparação de Café (CPC) do Sindicafé, em São Paulo. O pó sofre mais influência do ar, da umidade, do calor e até do contato com outros odores, o que faz com que perca sua qualidade. Para conservar o que restou, coloque o pacote do pó ou dos grãos bem fechado dentro de um pote plástico escuro para evitar contato com a luz, mantenha-o em local seco e fresco e dentro da geladeira. Por fim, não misture o conteúdo de um pacote que você acabou de abrir com um que já estava aberto. “A mistura não omite o sabor do produto aberto e piora o do café novo”, explica.

Café bom é tomado puro

Um café de qualidade não precisa ser adoçado. Açúcar ou adoçante servem apenas para mascarar o sabor e as propriedades da bebida. “Caso a pessoa faça questão de usar um dos dois, entretanto, o que confere mais sabor é o açúcar”, explica a nutricionista Amanda Epifanio, do Centro Integrado de Terapia Nutricional (Citen), em São Paulo. O adoçante, segundo ela, deve ser a primeira opção para quem precisa controlar a ingestão de doces ou calorias, como portadores do diabetes. O único problema do adoçante é o fato de poder deixar um gosto residual na bebida que não costuma agradar a maior parte dos paladares. Se, ainda assim, a preferência for pela adição de açúcar ou adoçante, deixe para adicionar os complementos na xícara. Quando se prepara café já adoçado, há formação de uma película de caramelo em torno do recipiente que faz com que o café oxide e perca o sabor mais rapidamente.

Acerte na proporção

De acordo com a gerente Beatriz, para um expresso normal ou curto, é recomendado usar 50 ou 30 ml de água e 7 g de café. “Para um café em pó com filtro de papel, sugiro cinco a seis colheres de sopa de café para cada litro de água”, diz. Ela alerta para que a água não chegue ao ponto de fervura e, neste segundo caso, sejam molhadas primeiro as bordas do filtro e depois o centro sem auxílio de colher. A nutricionista Amanda, por sua vez, adverte que não basta respeitar apenas a proporção. “Também é fundamental consumir a bebida com moderação, principalmente quem prefere um café mais forte”, afirma. Usá-la para aumentar o estado de atenção após noites mal dormidas, por exemplo, não muda o fato de que seu corpo precisa descansar.

Filtro de papel é mais higiênico

“Filtro de papel é mais higiênico, desde que não seja reutilizado”, aponta a coordenadora Cleia. O coador de pano, entretanto, costuma deixar o café mais encorpado, pelo fato de o tecido permitir que o líquido passe mais facilmente por suas paredes. Se esta for sua escolha, muito cuidado com a conservação. “Lave o pano com água quente antes e depois do uso e compre um novo com alguma regularidade”, recomenda.

Complementos engordam a bebida

Chantili, petit four e até chocolate são ótimos complementos do café que podem realçar o sabor da bebida, mas é fundamental ficar em alerta quanto às calorias. “Pequenas quantidades não afetam significativamente a dieta, mas, se consumidos sem moderação, podem se tornar vilões, especialmente pela quantidade de açúcar”, explica a nutricionista Amanda. Ela sugere, portanto, limitar o consumo de café a, no máximo, seis xícaras ao dia.

Consuma na hora

Para poder apreciar melhor todas as características do café, inclusive suas propriedades, o ideal é consumi-lo assim que ficar pronto. O café expresso, principalmente, perde seu sabor pouco tempo depois do preparo. O coado dura um pouco mais se preservado em uma garrafa térmica. A nutricionista Amanda aponta, entretanto, aponta que não há qualquer risco em tomá-lo depois de algum tempo de preparo ou feito com água fervente. “Ele mantém seus nutrientes, apesar de perder em sabor”, diz.

(Fonte: http://www.minhavida.com.br/alimentacao/galerias/16971-beber-tres-xicaras-de-cafe-por-dia-pode-reduzir-risco-de-cancer-de-figado/7, data de acesso 10/01/2017)

Link permanente para este artigo: http://espacohomem.inf.br/2017/01/beber-tres-xicaras-de-cafe-por-dia-pode-reduzir-risco-de-cancer-de-figado/

jan 15

10 motivos para fazer o pacto antenupcial

Publicado por Fátima Burégio

Casar é tudo de bom!

Estabelecer os limites e acordos previamente, é bem melhor!

Assim, compartilho com os leitores deste portal, 10 motivos para que você faça um Pacto Antenupcial para evitar uma série de dores de cabeça posteriores, caso os ‘pombinhos’ almejem o divórcio.

1. Liberdade

O casal pode escolher livremente que tipo de regime de bens deseja para a sua relação, podendo inclusive combinar as regras dos regimes existentes.

2. Confiança

O casal terá a assessoria imparcial com relação ao regime de bens que melhor se ajusta às suas necessidades: comunhão parcial, comunhão universal, separação de bens ou participação final nos aquestos.

3. Precaução

O casal pode especificar quais bens cada um tinha antes de casar, evitando confusão patrimonial.

4. Segurança

A questão da propriedade e da administração dos bens fica resolvida antes do casamento, evitando brigas e problemas futuros sobre a relação patrimonial.

5. Tranquilidade

Os interessados podem estabelecer regras não patrimoniais como divisão de tarefas domésticas, direito de visita aos animais de estimação em caso de eventual divórcio etc.

6. Igualdade

Casais do mesmo sexo podem fazer o pacto antenupcial para assegurar seus direitos.

7. Fé pública

O documento elaborado pelo tabelião de notas garante autenticidade, eficácia e segurança jurídica ao ato.

8. Economia

O pacto antenupcial tem custo baixo e preço tabelado por lei estadual, independente do valor do patrimônio do casal.

9. Agilidade

O casal deve comparecer ao cartório de notas com os seus documentos pessoais e o pacto será feito com rapidez e sem burocracia.

10. Independência

É livre a escolha do tabelião de notas independente do domicílio das partes ou do local de realização do casamento.

AUTORA: Fátima Burégio Advogada, Pós Graduada em Direito Processual Civil

(Fonte: http://fatimaburegio.jusbrasil.com.br/artigos/417536091/10-motivos-para-fazer-o-pacto-antenupcial, data de acesso 10/01/2017)

Link permanente para este artigo: http://espacohomem.inf.br/2017/01/10-motivos-para-fazer-o-pacto-antenupcial/

jan 15

Homens que ajudam em casa são mais felizes, revela pesquisa

30/8/2013 às 08h08 (Atualizado em 17/10/2015 às 17h46)

“Atenção, mulheres! De acordo com um estudo realizado na Suécia, os homens que executam as tarefas domésticas têm menos chances de ter problemas psicológicos como ansiedade, nervosismo e falta de concentração, além de uma probabilidade menor de sofrer doenças do coração.”

(Fonte: http://noticias.r7.com/balanco-geral/videos/homens-que-ajudam-em-casa-sao-mais-felizes-revela-pesquisa-17102015, data de acesso 10/01/2017)

Link permanente para este artigo: http://espacohomem.inf.br/2017/01/homens-que-ajudam-em-casa-sao-mais-felizes-revela-pesquisa/

jan 15

Preto: 50 curiosidades interessantíssimas que você não sabia sobre a cor

A mais objetiva das cores. Ela significa drama, perigo, violência, dor e morte, mas também é proteção, poder, elegância, formalidade. O preto é realmente a cor predileta dos designers e dos jovens. Mostra a negação, a sujeira, simboliza o azar e o mal. Apesar de ser ícone da moda no mundo inteiro, é o tom das pessoas mais conservadoras.

O preto nos traz mistério e sofisticação. Aliás, o preto é uma cor? Essa é uma das perguntas mais feitas quando falamos sobre o assunto. Há muita coisa para aprender sobre esse tom! Hoje então, trazemos 50 curiosidades interessantíssimas. Inspire-se:

  1. Alguns estão totalmente convencidos de que o preto não é uma cor, porém não sabem dizer por que. Mas, já que a soma de todas as cores do arco-íris é o branco, o preto seria a ausência de luz, a ausência de todas as cores. Desse modo, ele foi declarado uma “não cor”, uma cor sem cor;
  2. Antigamente, pintar com tinta preta era censurado. Até mesmo as cores escuras deviam ser obtidas com a combinação do azul, vermelho e amarelo combinados. A noite, por exemplo, não deveria ser representada apenas por um tom escuro, deveria ser antes, um efeito visual;
  3. O famoso artista Renoir, precursor do impressionismo, questionava: “O preto uma não cor? De onde vocês tiraram isso? O preto é a rainha das cores”. Van Gogh também teve o mesmo problema e escreveu ao seu irmão dizendo: “Não, o preto e o branco tem a sua razão e sua importância, e quem os deixa de lado não se sai bem”;
  4. É a preferida de 10% das mulheres e homens do mundo, principalmente dos mais jovens (quanto mais jovens somos, maior a preferência pela cor). O motivo? Os jovens pensam no preto como roupa de moda e carros caros; os mais velhos associam com a morte;
  5. Uma sexta-feira 13 qualquer pode ser um pesadelo para os gatos pretos. Infelizmente, ainda há muita superstição sobre eles. Nessa data, algumas pessoas são capazes de dizer que os bichanos trazem azar. Como resultado, muitos deles – que não têm culpa de nada – são sacrificados e odiados. Tudo porque na Idade Média, os gatos pretos eram considerados bruxas transformadas em bichos. Pois bem, essa era a mentalidade da época que, além disso, levantou a ideia de que cruzar com um deles na rua poderia trazer má sorte. Foi aí que essa história nasceu, por conta da associação às trevas e a magia negra, a cor do azar;
  6. Apesar de em muitos países, dizerem ainda que gato preto dá azar, na Escócia, Irlanda e Japão eles significam sorte!
  7. Em 1900, nas fotografias dos casamentos, quase todas as noivas usavam vestido preto que ia até os pés (somente o véu era branco). Esses vestidos eram reaproveitados depois, para serem usados em festas. As noivas mais modestas usavam vestidos com tecidos opacos, que poderiam ser reutilizados mais tarde para ir à igreja ou a enterros. O preto também era a cor adequada para a ocasião, já que os casamentos eram tratados como negócios. Quem não tinha nada para herdar não tinha como se casar. Portanto, na época em que dominava a frieza da razão, o preto era realmente a cor adequada para as noivas;
  8. O preto é cor energética e séria. Por isso, é a que mais aparece em sobrenomes na lista telefônica da Alemanha. O sobrenome Schwarz (que significa preto) aparece 49.369 vezes;
  9. A cor transmite força e estabilidade. Talvez por isso seja a preferida para mostrar imponência em carrões esportivos;
  10. Existem 50 tons de preto catalogados pelo homem. Entre eles, preto asfalto, preto carvão, preto fumaça, preto nanquim, entre outros;
  11. O medo dessa cor tem nome: melanofobia;
  12. O preto transforma todos os significados positivos das cores em seu oposto negativo. Quer um exemplo? Vermelho é amor; mas vermelho com preto significa o oposto, o ódio. Amarelo é a cor da alegria, mas se adicionarmos preto, teremos o egoísmo, a infidelidade, a hipocrisia;
  13. A cor preta também sinaliza um alerta, algo como “pense bem no que irá fazer, pois pode se machucar”. Vemos isso claramente nas placas de “perigo” e nos remédios de tarja preta;
  14. Na Alemanha, quando alguém fica muito irritado, dizem que a pessoa “ficou preto de raiva”. Quando alguém fica bravo, costuma ouvir o conselho: “espere até ficar preto”. Piadas ofensivas também são chamadas de “humor negro”. Quando a pessoa sofre uma pane, é acometida por um blackout, ou seja, fica tudo escuro, não se lembra de nada. São sentimentos fortes associados…
  15. O pintor Kandinsky descrevia o preto da seguinte maneira: “Como um nada sem possibilidades, como um nada morto, após a extinção do sol, como um eterno calar, sem futuro e sem esperança: assim soa interiormente o preto”;
  16. Quando falamos em morte, o preto significa o fim. A carne decomposta fica preta, assim como as plantas podres e os dentes cariados;
  17. Preto é também a cor da dor. Muitas culturas lidam com o luto usando roupas escuras. Muitos adotavam o preto para afastar os demônios negros, para não serem pegos por eles. Para os cristãos, o preto é a tristeza pela morte terrena. A morte também é frequentemente retratada usando um manto preto. Na Europa até hoje, apenas os parentes mais próximos e amigos mais chegados aparecem totalmente de preto em um velório. Todos os demais usam azul escuro, cinza escuro ou cores discretas, para passar uma impressão solene;
  18.  A palavra melancolia deriva da combinação do preto com amarelo, de “melas” (preto em grego) com “chole” (amarelo em grego). Antigamente acreditava-se que as pessoas melancólicas tinham o sangue preto. Sério! A alquimia também significa algo como a “arte negra” (“chemi” significa preto em árabe);
  19. Dizem que os adolescentes muitas vezes têm uma necessidade psicológica de usar preto durante a fase de transição da inocência da infância à sofisticação da vida adulta. Significa o fim de uma parte da sua vida e o início de outra, o que lhes permite se esconder do mundo, enquanto eles descobrem a sua própria identidade;
  20. Violeta e preto são as cores do ocultismo, da magia, do mistério, por isso nos lembram o cosmos e o universo. Saturno é chamado de planeta negro. Isso porque Saturno era o deus grego do tempo, e o preto é a cor que pertence ao início e ao fim do mundo;
  21. A cor da sujeira e do mal. Quantas vezes você já ouviu falar que um colarinho preto é um colarinho sujo? Pés e mãos sujas também ficam “pretas”. Aquele que “denigre” a imagem de alguém está falando mal dele. O crime da chantagem em inglês, se chama blackmail. Existem também as pessoas “ovelhas negras”. Caracterizar alguma coisa como “negra” tem esse significado: é o pior que pode ser dito sobre ela. Os que enxergam tudo negro são pessimistas. Quem vive nervoso tem sempre uma nuvem negra na cabeça. Isso sem falar no humor negro;
  22. Com o descobrimento das Américas, surgiu um corante da cor, o campeche, uma madeira de uma árvore nativa da América Central que era ralada e submersa para fermentar. O corante que se desprendia tingia denso. A madeira era importada e muito cara, por isso, o preto se tornou uma cor nobre;
  23. As cores desapareceram das roupas quando a Espanha se tornou a potência mundial. Na corte espanhola, todos usavam preto. A ideia predominou por todo o século e o preto virou moda. Os trajes cobriam até a orelha. As roupas pretas exibiam a riqueza e as de gala eram enfeitadas com pérolas e pedras preciosas. Em 1525, o rei da França, Francisco I, mandou fabricar 13.600 botões de ouro para seu traje de veludo preto;
  24. Elegância era abrir mão de chamar a atenção e quem usava preto abria mão até da cor, e isso era garantia de elegância, segundo a moda conservadora. Os ternos, o black tie, os smokings são sempre pretos. Mas ninguém revolucionou mais a moda do que Coco Chanel no século 20. A estilista criou em 1930 o “pretinho básico”, vestido curto até hoje ideal para ocasiões formais. “Uma mulher precisa de apenas duas coisas na vida: um vestido preto e um homem que a ame” – disse Chanel. Sinônimo de estilo e elegância, o “pretinho básico” é um dos clássicos da moda mundial há quase 80 anos;
  25. Karl Lagerfeld dizia que “o preto é a cor que cai bem em todos. Com o preto não tem como errar”. Yves Saint-Laurent já afirmava que “o preto simboliza a ligação entre a arte e a moda”. Gianni Versace acha que “o preto é a quintessência da simplicidade e elegância”. Uma cor realmente amada pelos estilistas!
  26. A roupa preta então era sempre a preferida, dando certa importância e chiqueza a quem vestia. A artista suíça Pipilotti Rist dizia: “Quem se veste com cores alegres passa uma impressão de superficial. Quem se veste de preto está demonstrando que não necessita de adornos, que tem valores internos”;
  27. A cor da individualidade e da negação. Martinho Lutero usava roupas pretas, Jean-Paul Sartre sempre se vestiu de preto. A cantora Juliette Grego, ficou famosa por seus olhos delineados e roupas pretas. A cor que delimita permaneceu popular entre grupos e pessoas que queriam estar acima da massa, que queriam se destacar, e que não se adaptavam aos valores da sociedade. Os beatniks usavam jaquetas da mesma cor, depois vieram os roqueiros e os punks;
  28. Dizem que quanto mais idade alguém tiver, mais velho parece ao usar preto. Ele combina melhor com pessoas jovens porque é a cor que mais dá realce à velhice. Segundo estudos, uma camisa preta, por exemplo, mostra qualquer flacidez no rosto, já que a cor não reflete luz;
  29. Na África, o preto tem naturalmente outro significado. Na bandeira da Uganda, por exemplo, significa o povo. Na de Malawi, simboliza uma nova era dos estados independentes e a nova consciência do povo. Não é a toa que o símbolo africano de liberdade é uma estrela preta com cinco pontas;
  30. O movimento “Black is Beautiful” teve início nos anos 60. e produz muitos efeitos na moda até hoje. Em 1960, os negros pararam de seguir a moda branca e foram atrás de suas próprias tradições. Assim, o look etno/afro se tornou popular. Pela 1ª vez a indústria de cosméticos passou a oferecer maquiagens para a pele negra e apareciam modelos nas passarelas;
  31. Preto nos remete ilegalidade e anarquia. Tudo que é proibido ou segredo é referente a cor. Trabalho e comércio negro (comércio ilegal), dinheiro negro (não declarado), listas negras (pessoas indesejáveis, adversários políticos), livros negros (leitura perigosa para os jovens). As organizações secretas que agem contra a lei também tem símbolos e bandeiras pretas;
  32. Fascistas britânicos e holandeses adotaram a camisa preta como uniforme político em 1933. Na Itália, Inglaterra e Irlanda, um “negro” era aquela pessoa que era um fascista;
  33. Espaços pretos parecem bem menores do que os brancos. Os móveis e objetos da mesma cor dominam o espaço, parecem mais pesados e brutos. Pelo forte contraste que fazem com o ambiente, eles podem causar a impressão de desajeitados. Um sofá preto parece ser mais duro do que um claro. Enquanto o branco irradia, aumenta opticamente a superfície, o preto concentra a ação dos limites dos objetos;
  34. Dizem que o preto é uma das cores prediletas dos designers. Isso porque em alguns casos, a forma segue a função. O design muitas vezes significa a renúncia aos ornamentos, enfeites, padrões e cores supérfluas. Dizem que tudo mais clean (em preto, branco ou cinza) destaca a funcionalidade e praticidade, as verdadeiras virtudes do design;
  35. Nos objetos de luxo, a renúncia às cores permite que o luxo se manifeste por si só. Aqui o preto é realmente a renúncia ao colorido – e por isso, a mais nobre das cores;
  36. Por muito tempo, os designers de moda usavam objetos comuns todos pretos, laqueando-os com a cor. Em cima de suas escrivaninhas pretas, por exemplo, todos os objetos eram da mesma cor – desde o grampeador até os lápis;
  37. Quando a tecnologia surgiu, tudo o que queria ganhar a aparência de ser tecnicamente moderno se tornou preto: TVs, aparelhos de som, celulares, câmeras fotográficas e relógios. Antigamente, as cores deviam desaparecer para a técnica (e o design como falado acima) se mostrar em 1º plano;
  38. Nos vários sistemas de coordenadas de cor, o preto é representado como #000000 (no sistema hexadecimal), como 0, 0, 0 (no RGB), 0º, 0%, 0% (no HSB) e 0, 0, 0, 100 (no CMYK);
  39. A combinação do preto com branco significa clareza e verdade. No xadrez é assim, em um papel branco escrito com caneta preta também – a cor que deveria ser negativa, encontra outro significado ao ser associada com o branco. Até o ditado “preto no branco” tem por escrito um valor legal;
  40. Black box, a conhecida caixa de mágico, é o lugar onde acontecem estranhas transformações. É daí que surgiu o nome da “caixa preta”, expressão que passou a ser um conceito quando falamos em tecnologia e comunicações. A caixa preta é o local onde armazena-se dados de um sistema, como os gravadores de vôos de aviões;
  41. E por falar em caixa preta dos aviões, você sabia que na verdade elas são da cor laranja? Isso acontece para chamar mais atenção visual no caso de acidentes;
  42. A cor que seus olhos veem quando está na total escuridão não é o preto, mas sim, um cinza escuro que é chamado de Eigengrau;
  43. Segundo estudos, o efeito psicológico do que está impresso ou escrito em letras pretas é tão forte que letras coloridas parecem menos dignas de credibilidade. A fotografia e os filmes em P&B também parecem ter um valor documental maior do que uma foto ou vídeo em cores. Em um mundo colorido, dizem que o preto e o branco são consideradas as mais objetivas cores da realidade;
  44. Justamente por isso, o diretor de cinema Sergei Eisenstein renunciou à cor em seus filmes. Ele acreditava que, “renunciando-se à atração das cores, a forma e o conteúdo receberiam uma maior atenção por parte do espectador”. Ele tinha convicção disso;
  45. Dizem que um empresário americano, cujos funcionários se queixavam de ter que carregar caixas excessivamente pesadas, mandou pintar as caixas escuras de branco. Resultado: as queixas foram suspensas; os trabalhadores acharam que as caixas eram muito mais leves. Isso porque o preto muitas vezes é relacionado com algo pesado;
  46. No Oriente Médio, o preto representa o nascimento e a morte, o mal e o mistério. Nas culturas orientais e asiáticas, mostra a masculinidade, a saúde, a riqueza, e a prosperidade, porém, na Tailândia e no Tibete, a cor também é associado com o mal. Já na América do Norte e na Europa, preto é o fim, a morte, a formalidade e a lamentação, além de poder e força;
  47. A cor absorve a radiação solar. Por esse motivo, se usarmos roupa preta em um dia de sol e de calor, a sensação de quente será bem maior;
  48. A palavra preto tem origem no termo em latim pressus, que significa algo como “o ato da compressão” (vários pigmentos comprimidos). O preto pode ser obtido através da mistura das três cores primárias: vermelho (magenta), amarelo e azul (ciano);
  49. A primeira cor a existir para os automóveis foi o preto. Henri Ford disse que todos os tons iriam bem em seus carros, mas o famoso Ford T, durante décadas, só existiu em preto;
  50. Segundo estudos feitos por psicólogos britânicos, carros pretos são muito mais propensos a se envolverem em acidentes e brigas no trânsito. É também a cor que mais aquece o interior do carro — comprovado pela ciência. Carros pretos ficam aproximadamente 6° mais quentes do que um prata, além de aumentarem o consumo de combustível em até 2%. Mas isto não impede que seja uma das cores mais vendidas de automóveis — mesmo no Brasil, um país de clima tropical;

Textos baseados na obra de Eva Heller (A Psicologia das Cores – Como as cores afetam a emoção e a razão) e outras fontes revisadas.

Gostou? Compartilhe com seus amigos! Leia outras matérias do Gotas de Cor aqui no FTC. Acompanhe o projeto no Facebook, Instagram e Pinterest!

Carol T. Moré é editora do Follow the Colours. Cores, internet, design, viagens e pequenos detalhes da vida a fazem feliz. Acredita que boas histórias e inspirações transformadas em pixels conectam pessoas.

(Fonte:: http://followthecolours.com.br/gotas-de-cor/preto-50-curiosidades-interessantissimas-que-voce-nao-sabia-sobre-cor/, data de acesso 10/01/2017)

Link permanente para este artigo: http://espacohomem.inf.br/2017/01/preto-50-curiosidades-interessantissimas-que-voce-nao-sabia-sobre-a-cor/

dez 15

Nossos reconhecimentos a estes paulistanos por suas atuações e obras

Uma das formas de agradecer é reconhecer, e nós temos que agradecer muito. Nos 30 anos de criação do ESPAÇO MULHER tivemos colaboração expressiva de homens ilustres de nossa sociedade, que compartilharam os seus conhecimentos e, nos orientaram. Quando então fundamos o ESPAÇO HOMEM, ficamos mais felizes pois doravante teremos um local mais adequado para destacarmos alguns deles, pois todos merecem e a lista é grande.

Trazemos nesta edição também as informações sobre ONGs cujos homens se dedicam a combater a violência contra a Mulher, chamada LAÇO BRANCO (http://lacobrancobrasil.blogspot.in) , e, também para priorizar a saúde masculina as informações sobre o Instituto LADO A LADO, que trouxe notícias e números da campanha LAÇO AZUL, voltada para os Homens em Novembro (https://www.ladoaladopelavida.org.br).

E muitas outras informações e notícias que pesquisamos para você. Esperamos que sejam úteis. Desde agra receba nossos votos de que 2017 seja plena de realizações alegrias e muito sucesso para você e os que lhe sejam caros em sua vida, Cordial abraço se Elisabeth Mariano e Equipe ESPAÇO HOMEM.
DESTAQUES 2016

Desta vez queremos pela proximidade do Natal agradecer e destacar aqueles que são mais dedicados a obras sociais:

  • Dr. Fabio Ravaglia, presidente da ONG, Instituto Ortopedia & Saúde, que possui o Projeto Cidadania – Caminhadas com Segurança, tendo este se tornado lei estadual nº 14.724 São Paulo, cujo projeto de lei foi de autoria do deputado Carlos Giannazi do Partido Socialismo e Liberdade – PSOL. Desde então o Dia Estadual Caminhadas de Cidadania com Segurança, passou a ser comemorado no dia 4 de junho. (http://www.ortopediaesaude.org.br/index.php/noticias/113-assembleia-legislativa-do-estado-de-sao-paulo-homenageia-o-dr-fabio-ravaglia).
  • Destacamos também o Prof. Dr. Guilherme Botelho Junior, Filósofo e Teólogo Teólogo, historiador e OBÁ do Orisá SANGÓ Dr. Guilherme Botelho Junior, um ativista e defensor dos direitos dos afro-brasileiros, e é o pioneiro em atos religiosos com Celebração da Palavra no Rito Romano Inculturado em Estilo Afrobrasileiro, que são realizados na Centenária Capela de Nossa Senhora do Rosário dos Homens Pretos da Freguesia de Penha de França, onde organiza missas solenes, seminários, fóruns de pastorais festas beneficentes de forma a unir as comunidades e militâncias, caminhadas, romarias, e debates sobre os direitos e as condições das mulheres e idosas negras, dos jovens e crianças negras em áreas totalmente desprovidas de recursos etc.
  • Também queremos incluir o Cacique Tukumbó Dyeguaká que é doutor da USP, e compositor e violonista, Robson Miguel, que junto com sua esposa We’e’ena Miguel (ela pertence a diretoria de importantes entidades femininas) ambos mantém diversas atividades em favor dos indígenas em São Paulo. Além disto, ele é o autor e desenvolvedor do Programa Cultura Indígena – Cacique Robson Miguel – (Sustentabilidade) indicado a Indígenas, não indígenas, professores, alunos, universitários e brasileiros: e pode ser acessado em: http://www.sustentahabilidade.com.

Link permanente para este artigo: http://espacohomem.inf.br/2016/12/nossos-reconhecimentos-a-estes-paulistanos-por-suas-atuacoes-e-obras/

dez 15

Frase de Carlos Drummond de Andrade

"Os homens distinguem-se pelo que fazem; as mulheres, pelo que levam os homens a fazer." - Carlos Drummond de Andrade

“Os homens distinguem-se pelo que fazem; as mulheres, pelo que levam os homens a fazer.”

Carlos Drummond de Andrade , “O Avesso das Coisas: Aforismos”. Rio de Janeiro: Editora Record, 1990.

(Fonte: https://pensador.uol.com.br/frase/MTE0NA/, data de acesso em 10/12/2016)

Link permanente para este artigo: http://espacohomem.inf.br/2016/12/frase-de-carlos-drummond-de-andrade/

Posts mais antigos «