ago 15

Ainda não temos muito a comemorar em medalhas, mas sabemos o quanto faltou de apoio real a muitos jovens atletas no país!

Quem sabe doravante as ONG’s e OSCIP’s ou segmentos de responsabilidade social de grandes grupos empresariais e financeiros de nosso país, possam interessarem – se em adotar crianças e jovens e irem preparando-os para tonarem-se atletas vencedores nas próximas olimpíadas. Os que ali se destacam são verdadeiros heróis e heroínas, pois lhes falta até o que seja o básico essencial para tornarem-se campões. O mais correto deverá ser destinar parte das verbas publicitárias para a manutenção de toda a juventude que não tem o acesso básico para se alimentar, treinar ou viver de forma adequada, a se tornar um importante e notável atleta.

A imagem de um país está estampada naqueles que se destacam vitoriosos em um evento mundial de tamanha grandeza, não é apenas investir publicitariamente para que alguns seletos grupos se apresentem mundialmente como se fossem os donos promotores de um evento mundial, e, que se aqui está no Brasil foi graças ao empenho de muitos governantes e executivos nacionais e internacionais os quais nos proporcionaram este momento. Portanto quem ganha fatias consideráveis de publicidade e divulgação mundial também, é quem tem a obrigação de retornar em responsabilidade social para os atletas brasileiros, os quais, sem dúvida não têm comparação aos que estão em outros países, atletas tratados com dignidade para representar ao seu povo e a sua bandeira.

“A fantasia é a mãe da hipocrisia, e a justa realidade pode encaminhar para a felicidade!”

Vamos repensar as nossas obrigações e deveres para comemorarmos dignamente e de forma justa as vitórias de nossa juventude, porque teremos a consciência que fazendo a nossa parte, a alegria de cada atleta brasileiro, também será a nossa alegria e vitória.

Parabéns as seleções de atletas brasileiros, nós também fazemos parte da torcida “ que vale muito ter a coragem de participar!” Parabéns a seus familiares que os apoiaram, principalmente aos instrutores, que de algum modo investiram a capacidade deles em cada um/a de vocês.

Receba esta edição com informações e pesquisas que consideramos interessantes, inclusive trazemos um “pouco de humor, mas que também é uma forma de alerta para a segurança e maior sobrevivência com saúde e longevidade!”.

Cordial abraço de Elisabeth Mariano e equipe ESPAÇO HOMEM, em especial aos nossos valiosos colaboradores.

Link permanente para este artigo: http://espacohomem.inf.br/2016/08/ainda-nao-temos-muito-a-comemorar-em-medalhas-mas-sabemos-o-quanto-faltou-de-apoio-real-a-muitos-jovens-atletas-no-pais/

ago 15

Olimpíadas: Secretário-Geral da ONU pede trégua olímpica durante RIO2016

As Nações Unidas estão pedindo aos lados em conflito em todo o mundo para que façam uma pausa nas hostilidades durante a realização das Olimpíadas 2016 e dos Jogos Paralímpicos.

O secretário-geral da organização gravou uma mensagem fazendo o apelo.

(Fonte: http://www.unmultimedia.org/radio/portuguese/2016/07/olimpiadas-secretario-geral-da-onu-pede-tregua-olimpica-durante-rio2016/#.V7EIHGBriM8, data de acesso 10/08/2016)

Link permanente para este artigo: http://espacohomem.inf.br/2016/08/olimpiadas-secretario-geral-da-onu-pede-tregua-olimpica-durante-rio2016/

ago 15

RIO 2016: policiais de mais de 50 países formam o centro de Cooperação Policial Internacional

Ago 4, 2016

OLIMPÍADAS Rio 2016

Postado em 04 de agosto de 2016

G1

É do Centro de Cooperação Policial Internacional, em Brasília, no Distrito Federal, que toda a segurança da Olimpíada é controlada, com policiais de mais de 50 países.

Do Centro de Cooperação Policial Internacional, em Brasília, 250 policiais de 55 países vão monitorar o que acontece durante os Jogos, dentro e fora dos locais de prova. O centro é a maior cooperação policial internacional já feita pelo Brasil e pela Interpol.

Policiais brasileiros e estrangeiros vão trabalhar 24 horas no centro. Usando programas de inteligência e troca de informações, vão analisar os dados dos estrangeiros que chegam ao Brasil para a Olimpíada. E, lado a lado, vai ser mais rápido colocar em prática alguns controles, que já vinham sendo usados, mas foram ampliados para a

Olimpíada, como checagem de nomes de passageiros que querem entrar no Brasil.

Antes, a Interpol recebia a lista de nomes quando a pessoa já estava a caminho, dentro do avião. Agora, em 80% dos voos, é possível saber até três dias antes. Tem ainda a biometria nos aeroportos, uma segunda checagem de dados.

Do centro, os policiais vão poder também rastrear documentos roubados em outros países. Na quarta-feira passada um cidadão inglês, que não teve o nome revelado, foi impedido de entrar no Brasil. Procurado no Catar por crimes financeiros, foi deportado do Aeroporto de Guarulhos, São Paulo. O centro vai funcionar até setembro para a Olimpíada e Paralimpíada.

(Fonte: Neto Lira – Latino News Brasil – http://latinonews.com.br/rio-2016-policiais-de-mais-de-50-paises-formam-o-centro-de-cooperacao-policial-internacional/, data de acesso 10/08/2016)

Link permanente para este artigo: http://espacohomem.inf.br/2016/08/rio-2016-policiais-de-mais-de-50-paises-formam-o-centro-de-cooperacao-policial-internacional/

ago 15

Casal Olímpico

Chinês pede namorada em casamento após cerimônia de premiação do salto ornamental

He Zi foi surpreendida por Qin Kai logo depois de descer do pódio

Por: ZH Esportes

14/08/2016 – 19h56min | Atualizada em 14/08/2016 – 20h17min

Uma cena inusitada marcou a cerimônia de premiação da prova de trampolim de 3m feminino. Após receber a medalha de prata, a atleta chinesa He Zi foi surpreendida por seu namorado, Qin Kai que, como manda o figurino, ajoelhou-se e a pediu em casamento em frente às pessoas que acompanhavam as provas no Parque Aquático Maria Lenk.

Qin Kai que – além de ter a proposta aceita – assim como He Zi, também conquistou uma medalha nos Jogos. Na quarta-feira, o saltador chinês foi bronze no trampolim de três metros, modalidade disputada pelos brasileiros Ian Matos e Luiz Felipe Agostin Outerelo, que terminaram na oitava colocação.

(Fonte: http://zh.clicrbs.com.br/rs/esportes/olimpiada/noticia/2016/08/chines-pede-namorada-em-casamento-apos-cerimonia-de-premiacao-do-salto-ornamental-7269625.html#showNoticia=Pi9ZREZMLmg3NjUwNTcwMzUzMDcyMTY0ODY0ZFsjOTA4NzE1MjExMzc5MDE3Mzc3OFhbdDQ2ODY4OTYxMzQwMjk4MzYyODgrYkJNMjArMy8tUUg4ejs9WF0=, data de acesso 10/08/2016)

Link permanente para este artigo: http://espacohomem.inf.br/2016/08/casal-olimpico/

ago 15

25 momentos que explicam por que mulheres vivem mais do que homens

Por Willian Binder

Atualizado em 3 de maio de 2016

Está cientificamente comprovado que, em média, mulheres vivem por mais tempo do que os homens. Enquanto alguns cientistas afirmam que isso se deve a dieta, atividade física ou genética, nós encontramos algumas fotos que colocam um ponto final nessa discussão.

1. 

2.

3.

4.

5.

6.

7.

8.

9.

10.

11.

12.

13.

14.

15.

16.

17.

18.

19.

20.

21.

22.

23.

24.

25.

(Fonte: http://awebic.com/humor/25-momentos-que-explicam-por-que-mulheres-vivem-mais-que-homens/, data de acesso: 10/08/2016)

Link permanente para este artigo: http://espacohomem.inf.br/2016/08/25-momentos-que-explicam-por-que-mulheres-vivem-mais-do-que-homens/

ago 15

Novas imagens que explicam por que a mulher vive mais do que os homens

14/08/2015 – 20:21 | Atualizado: 01/10/2015 – 10:01

Todos sabem que a mulher vive mais do que os homens. Um dos fatores é que os homens tendem mais a se expor a risco de acidente.

Essas imagens bem-humoradas ( ou trágicas, se preferirem) é um sinal disso.

(Fonte: https://catracalivre.com.br/geral/saude-bem-estar/indicacao/imagens-que-explicam-por-que-a-mulher-vive-mais-do-que-os-homens/, data de acesso: 10/08/2016)

Link permanente para este artigo: http://espacohomem.inf.br/2016/08/novas-imagens-que-explicam-por-que-a-mulher-vive-mais-do-que-os-homens/

ago 15

Algumas razões pelas quais as mulheres vivem mais que os homens

É conhecida e comprovada através de vários estudos que, em média, as mulheres vivem mais que os homens, fizemos nossa própria análise do porquê isso acontece através dessas fotos divertidas.

Sabemos que muitos dos riscos são tomados em momentos de trabalho fato, mas nem por isso são menos impressionantes todos os riscos assumidos por alguns trabalhadores em todo o mundo, e onde para além da necessidade real da economia, há muitos casos em que os riscos e falta prevenção são tão desnecessários que se tornam divertidos e engraçados.

1. Que tal um reparo na janela?

2. Amigo sempre dando uma mãozinha, ou seria uma perna?

3. Fazendo apenas um gato…

4. Sobre como morrer em pouco tempo

5. Acho que temos um problema

6. Sobre aquela historia que tabagismo mata

7. Porque escada é para os fracos

8. Ajeitar o capacete por segurança

9. Vou pensar um pouco na vida

10. Amigos… sempre te ajudando a morrer

11. Um reparo com muita segurança

12. Que barba legal!

13. Algo a vista?

14. Nem o exército escapou!

15. Tudo por um pouco de sombra

16. Isso não é um trampolim!

17. Esses baldes foram feitos exatamente para isso!

18. O que poderia dar errado?

19. Guindastes são perfeitos para tudo!

20. Capacete por segurança

21. Total segurança no trabalho

(Fonte: https://www.tatulegal.com/uncategorized/algumas-razoes-pelas-quais-as-mulheres-vivem-mais-que-os-homens/, data de acesso: 10/08/2016)

Link permanente para este artigo: http://espacohomem.inf.br/2016/08/algumas-razoes-pelas-quais-as-mulheres-vivem-mais-que-os-homens/

ago 15

Homens morrem mais cedo e se cuidam menos que as mulheres, diz professora sobre diferença numérica de sexos

Autora: Fabiana Nanô Do UOL, em São Paulo 22/09/2012 – 06h00

A última Pnad (Pesquisa Nacional de Amostra por Domicílio), divulgada nesta sexta-feira (21), mostrou que o Brasil possui 5,8 milhões de mulheres a mais do que homens. De uma população de 195,2 milhões de habitantes, 100,5 milhões –ou 51,5%– são mulheres e 94,7 milhões são homens –48,5% do total.

“Eu brinco que mulher só ‘sobra’ depois dos 60 anos”, diz Iná Elias de Castro, professora de geografia da UFRJ (Universidade Federal do Rio de Janeiro). Para ela, os homens morrem mais cedo do que as mulheres por causas relacionadas ao stress provocado pelo trabalho. “Eles são mais sobrecarregados, correm mais risco de sofrer infarto, por exemplo.”

Soma-se à isso o fato de se cuidarem menos do que as mulheres. “Os homens vão menos ao médico. As mulheres são muito mais preocupadas com a saúde. Por isso, a partir de 60 anos começa a haver uma redução da população masculina em relação à feminina”, continua a professora.

Quanto à morte de homens jovens, Iná menciona a violência como grande responsável de a população masculina ser menor. “Essas pesquisas em geral são feitas em áreas urbanas, e a violência urbana afeta mais os jovens que as pessoas idosas.”

Em comparação com dados de 2000, a população feminina cresceu 14% –havia 86,2 milhões de mulheres no país há doze anos. Em relação a 2009, o aumento foi de 2%.

De acordo com o levantamento, os homens são mais numerosos até os 19 anos, mas a partir dos 20 anos a relação se inverte.

Em 2011, eles contabilizavam 31,8 milhões de residentes até os 19 anos, ao passo que elas eram 30,6 milhões nesta mesma faixa etária. Acima dos 40 anos, havia 37,7 milhões de mulheres para 32,5 milhões de homens.

No Norte, porém, a tendência de igualdade numérica entre os sexos já havia sido registrada em 2009, e se manteve em 2011. Nesta região, há 8.274 homens para 8.225 mulheres – em 2009, estes números eram de 8.008 e 8.002, respectivamente.

De acordo com Iná, isto ocorre pois muitos homens migram para o Norte em busca de trabalho nos grandes projetos de mineração, que atraem mão-de-obra masculina. “É possível que isso acabe gerando este equilíbrio.”
Por outro lado, o Sudeste registra a maior desigualdade numérica entre os sexos –são 42.511 mulheres para 39.556 homens. Em 2009, eram 41.708 e 39.050, respectivamente.

(Fonte: http://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2012/09/22/mulher-so-sobra-depois-dos-60-anos-diz-professora-sobre-diferenca-numerica-de-sexos.htm, data de acesso 10/08/2016)

Link permanente para este artigo: http://espacohomem.inf.br/2016/08/homens-morrem-mais-cedo-e-se-cuidam-menos-que-as-mulheres-diz-professora-sobre-diferenca-numerica-de-sexos/

ago 15

Empresário cria rede de hostel especial para nômades digitais

O nomadismo digital tem se tornado cada vez mais frequente, pois pessoas do mundo todo têm mergulhado na experiência de trabalhar sem lugar fixo.

Não há dúvidas de que a internet é uma das ferramentas primordiais que possibilita a expansão desse estilo de trabalho (e de vida), mas outros fatores também são relevantes para que o sonho do “emprego próprio” não se transforme em pesadelo.

Pensando em ajudar essas pessoas, o nômade digital há 20 anos Bruno Haid resolveu investir seu tempo e dinheiro em um novo conceito de hostel ao qual deu o nome de Roam Co-Living.

O que é ROAM CO-LIVING?

Inspirado no sistema de co-working, já muito famoso nos Estados Unidos e que vem ganhando força aqui no Brasil, Bruno criou a Roam Co-Living, uma rede de hostel que oferece o espaço e a estrutura necessários para os nômades digitais.

Mas isso não é novidade. Estrutura muitos hostels já têm. O diferencial da Roam é que, aliando à ideia dos espaços de co-working, Bruno criou um contrato de locação que não te obriga a estar o ano inteiro no mesmo local.

Você pode alugar o espaço “casa/trabalho” por uma semana ou um mês – como preferir.

Vantagens

Além do processo contratual diferenciado, o grande ponto positivo do projeto de Bruno é a compilação de um “lar” com co-working, em que se permite estar hospedado no mesmo local onde realizará seu trabalho e ter todas as coordenadas para conhecer a cultura local e até mesmo potencializar seu próprio negócio, já que – por ser um espaço destinado aos nômades – não só a infraestrutura é adequada como a equipe é treinada para fazer com que você se adapte à nova cultura o mais rapidamente possível (evitando os frequentes percalços pelos quais costuma-se passar nessa condição).

O preço

Apesar do sonho quase palpável, o investimento nesse estilo de vida não é tão baixo quanto se espera de um novo nômade digital.

Além de arcar com suas próprias passagens, você precisa contar com uma renda suficiente para cobrir gastos com hospedagem em torno de US$ 500 por semana (ou US$ 1800 por mês). Diante das vantagens, parece um preço justo, mas não tão acessível para quem está começando, convenhamos.

Quem usufrui dessa rede?

De acordo com o fundador, não são apenas pessoas jovens e solteiras que se aventuram nesse “new way of life”, mas também casais que pretendem ter filhos em breve e os(as) aposentados(as) que buscam unir viagem a trabalho em um estilo de vida nunca antes cogitado.

Onde encontrar a ROAM CO-LIVING?

Os hostels co-living são pioneiros em Ubud (Bali), Little Havana (Miami) e Malasaña (Madrid). Mas Bruno já tem planos de abrir unidades em San Telmo, na Argentina e também em Londres. Seu objetivo é conquistar entre oito e nove unidades no mundo (e parece que ele está chegando lá!).

E aí, ficou curioso e entusiasmado com a notícia? Já conhece algum lance parecido funcionando em algum lugar do mundo? Compartilhe com a gente!

Ah, e não se esqueça de mandar este texto para aqueles seus amigos e familiares que já estão pensando em arrumar as malas rumo a um novo estilo de vida.

Quem sabe não seja interessante? 🙂

Fonte: fastcoexist.com.

(Fonte: http://awebic.com/cultura/hostel-nomades-digitais/, data de acesso 10/08/2016)

Link permanente para este artigo: http://espacohomem.inf.br/2016/08/empresario-cria-rede-de-hostel-especial-para-nomades-digitais/

ago 15

O fone de ouvido que promete traduzir qualquer língua

Por Lilian Silva autora

Atualizado em 2016-07-04

Falar vários idiomas é uma habilidade que todos admiram, mas muitos não conseguem. E nem é possível falar todos os idiomas de todos os países do mundo!
E, mesmo tendo conhecimento de uma língua, pode haver momentos em que a comunicação sofre com “ruídos” como deparar-se com expressões desconhecidas ou sotaques muito regionais.

Pensando em facilitar a comunicação entre pessoas que falam idiomas diferentes, uma empresa chamada Waverly Labs criou um dispositivo chamado The Pilot System (ou “Sistema Piloto”).

A ideia é tão simples que é brilhante: o dispositivo irá traduzir a conversa em vários idiomas diretamente no ouvido do usuário. Ainda há um aplicativo que permite mudar o idioma a ser traduzido. As opções são Inglês, Francês, Italiano e Espanhol.

A ideia é que ele chegue ao mercado em setembro deste ano. Custa 129 dólares e já está em pré-venda através deste link.

Imagine como será legal poder conversar com alguém sem necessariamente ter um conhecimento profundo do idioma. Demais, né?

O gadget funcionará como um fone: duas peças para serem encaixadas em cada um dos ouvidos.

Será possível a tradução em tempo real em vários idiomas.

O “piloto” chega ao mercado em setembro e promete revolucionar a maneira como nos comunicamos.

Se você leu “O Guia do Mochileiro das Galáxias”, vai se lembrar do peixe babel. O princípio é o mesmo!

O aplicativo para celular irá complementar a experiência do usuário.

No vídeo abaixo, é possível ter uma ideia de como o aparelho irá funcionar!

Veja o vídeo no YouTube.

Fonte: boredpanda.com.

(Fonte: http://awebic.com/ciencia-e-tecnologia/fone-ouvido-traducao-tempo-real/, data de acesso 10/08/2016)

Link permanente para este artigo: http://espacohomem.inf.br/2016/08/o-fone-de-ouvido-que-promete-traduzir-qualquer-lingua/

Posts mais antigos «