Especialista esclarece mitos e verdades sobre a epilepsia

Historicamente, a epilepsia traz uma bagagem de preconceitos e estigmas que envolvem questões sociais e psicológicas que vão além da medicina. Por isso, é preciso desmitificar essa enfermidade que atinge mais de 50 milhões de pessoas no mundo, e cerca de 3 milhões de brasileiros, segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS).

A epilepsia é uma doença neurológica caracterizada por descargas elétricas anormais e excessivas no cérebro que são recorrentes e geram as crises epilépticas. As crises podem se manifestar com alterações da consciência ou eventos motores, sensitivos/sensoriais, autonômicos (por exemplo: suor excessivo, queda de pressão) ou psíquicos involuntários percebidos pelo paciente ou por outra pessoa.

A seguir, a Dra. Adélia Henriques Souza, neurologista infantil e presidente da Liga Brasileira de Epilepsia (LBE) esclarece alguns mitos e verdades ao redor da doença:

  1. A epilepsia é uma doença contagiosa – MITO
    A epilepsia é uma doença neurológica não contagiosa. Portanto, qualquer contato com alguém que tenha epilepsia não transmite a doença.
  2. Durante uma crise convulsiva, deve-se segurar os braços e a língua da pessoa – MITO
    Durante uma crise o ideal é colocar o paciente deitado com a cabeça de lado para facilitar a saída de possíveis secreções e evitar a aspiração de vômito. A cabeça deverá ser apoiada sobre uma superfície confortável. É importante não introduzir qualquer objeto na boca, não tentar interromper os movimentos dos membros e não oferecer nada para a pessoa ingerir.
  3. Toda convulsão é epilepsia – MITO
    A crise convulsiva é uma crise epiléptica na qual existe abalo motor. Para considerar que uma pessoa tem epilepsia ela deverá ter repetição de suas crises epilépticas, portanto a pessoa poderá ter uma crise epiléptica (convulsiva ou não) e não ter o diagnóstico de epilepsia.
  4. Epilepsia é uma doença mental – MITO
    A epilepsia é uma doença neurológica, não mental.
  5. Os pacientes com epilepsia não podem dirigir – MITO
    Segundo a Associação Brasileira de Educação de Trânsito, o paciente com epilepsia que se encontra em uso de medicação antiepiléptica poderá dirigir se estiver há um ano sem crise epiléptica – dado que deve ser apresentado através de um laudo médico. Caso o paciente esteja em retirada da medicação antiepiléptica, ele poderá dirigir se estiver há no mínimo dois anos sem crises epilépticas e ficar por mais seis meses sem medicação e sem crise. Já a direção de motocicletas é proibida.
  6. É possível manter a consciência durante uma crise de epilepsia – VERDADE
    Sim, é possível. A manifestação clínica da crise epiléptica relaciona-se com a área do cérebro de onde a crise é gerada. As crises epilépticas APRESENTAM-SE de diferentes maneiras: podem ser rápidas ou prolongadas; com ou sem alteração da consciência; com fenômeno motor, sensitivo ou sensorial; únicas ou em salvas; exclusivamente em vigília ou durante o sono.
  7. O estresse é um fator desencadeador de crises de epilepsia – VERDADE
    O estresse é um dos fatores que pode deflagrar uma crise epiléptica.
  8. Existem medicamentos capazes de controlar totalmente a incidência das crises – VERDADE
    Cerca de 70% dos casos de epilepsia são de fácil controle após o uso do medicamento adequado. Os 30% restantes são classificados como epilepsias refratárias de difícil controle.
  9. A epilepsia pode acometer todas as idades – VERDADE
    A epilepsia acomete desde o período neonatal até o idoso, e pode ter início em qualquer período da vida.
  10. O paciente com epilepsia pode ter uma vida normal – VERDADE
    Pacientes com epilepsia, desde que controlados, podem e devem ser inseridos completamente na sociedade, ou seja, devem trabalhar, estudar, praticar esportes, se divertir.

A Liga Brasileira de Epilepsia é uma associação que congrega médicos e outros profissionais dedicados à saúde das pessoas com epilepsia

Contatos: secretaria@epilepsia.org.br; Rua Teodoro Sampaio, 741 Conj. 94

CEP: 05405-050 – São Paulo – SP

FONTE DA PESQUISA: https://www.neuraxpharm.com/pt/blog/8-coisas-que-precisa-de-saber-sobre-a-epilepsia-as-nocoes-basicas

(Fonte: https://www.epilepsia.org.br/mitos-verdades, data de acesso: 02/03/2022)

Link permanente para este artigo: https://espacohomem.inf.br/2022/03/especialista-esclarece-mitos-e-verdades-sobre-a-epilepsia/

01 de Abril – Dia da Abolição da Escravidão dos Índios

O Dia 1 de abril foi instituído o Dia da Abolição da Escravidão Indígena. Vítimas de trabalho forçado, violência e perda de liberdade, os negros não foram os únicos escravizados na época da colonização do Brasil. Os indígenas também sofreram com a escravidão. O fim da escravidão indígena ocorreu em dois momentos. Em 1755, com uma lei válida apenas para o Estado Grão-Pará e Maranhão e em 1758, quando a lei foi estendida para todo o país.

(Fonte: http://conselho.saude.gov.br/ultimas_noticias/2013/04_abril_01_indios.html#:~:text=O%20Dia%201%20de%20abril,ind%C3%ADgena%20ocorreu%20em%20dois%20momentos, data de acesso: 03/03/2022)

Link permanente para este artigo: https://espacohomem.inf.br/2022/03/01-de-abril-dia-da-abolicao-da-escravidao-dos-indios/

Agradecimentos aos homens que materializam a boa-fé aos bons propósitos

19 de Fevereiro – Dia do Esportista
22 de Fevereiro – Dia Internacional do Maçom
1º de Março – Dia Mundial da Proteção Civil



Tive a honra e a bênção de ter muita orientação e até “proteção de maçônicos” em vários cargos sociais, e, profissionais, importantes lideranças tanto no Rio Grande do Sul, como após vir para São Paulo.

Além disto, aqui encontrei também acolhida de “esposas de Maçons”, cujas com exemplares condutas, nunca me discriminaram, por ser gaúcha, ou não ser do mesmo nível social delas. Recebi muitas bençãos de Maçons.


Inclusive de grupos internacionais, que a distância nos acompanham, e à disposição no que precisarmos.
Nossa gratidão aos Maçons e Mulheres, que de algum modo pertencem aos mesmos propósitos humanos.
Nosso fraternal abraço a todos os homens com princípios humanitários, independente de crenças, religiões etc.


Elisabeth Mariano e equipe ESPAÇO HOMEM.


Mensagem do Padre Rubens Pedro Cabral, OMI para o Dia Internacional da Mulher

Pe. Rubens Pedro Cabral

Missionário Oblato de Maria Imaculada da Província do Brasil, nascido em São Carlos-SP a 30/06/1953, vive em São Paulo a 42 anos.

Se formou em Filosofia pela Faculdade Nossa Senhora Medianeira, Teologia pela Faculdade Nossa Senhora da Assunção, Psicologia pela UNISA – Universidade Santo Amaro – e fez Especialização em Atendimento a Pessoas Especiais pela USP.

Foi Pároco nas periferias de São Paulo durante 27 anos, atuou como Psicólogo por 25 anos, Professor Universitário na UNISA durante 15 anos.

Foi Provincial dos Oblatos de Maria Imaculada e atualmente é o Coordenador da Conferência dos Religiosos do Brasil – Regional São Paulo.


12 de Fevereiro, Dia Internacional do Maçom

O Dia Mundial do Maçom é celebrado em 22 de fevereiro em homenagem ao nascimento do Maçom George Washington líder da Independência dos Estados Unidos da América e primeiro presidente norte-americano. George Washington: “Liberdade, Igualdade e Fraternidade são plantas que crescem depressa quando ganham raízes”.


Mensagem Oficial do GORGS – Natal 2021 Ano Novo 2022

O Grão-Mestre em exercício do GORGS Ir. Antônio Carlos Lampert fala aos Maçons e seus familiares, pregando um ano de 2022 de muita paz e equilíbrio para todos. A mensagem foi gravada no Templo Ir. Renê Koseritz Brasil, do rito York, localizado no Palácio Maçônico do GORGS, na rua Jerônimo Coelho, 116, Centro Histórico de Porto ALEGRE, RS.

ASSISTA TV GORGS: https://youtu.be/h3ccuYt_PcQ

MAÇONARIA NO BRASIL

Generalidades

O grande feito da Maçonaria, já nos séculos XVII e XVIII, foi exportar o ideal revolucionário e republicano para toda a América (do Norte e Latina). Foi a grande mudança de paradigma. Centros geográficos como Olinda e Recife, Salvador, Tijuco (depois Diamantina) e Vila Rica (depois Ouro Preto), até mesmo em função da tremenda mudança de paradigma que foi a colonização das Américas, já reuniam grande riqueza e grande número de imigrantes. Luxava-se mais em Olinda e Vila Rica do que mesmo em Lisboa.

Como o ideal de Fraternidade é de natureza expansionista, as idéias de Liberdade, Igualdade e Fraternidade, logo varriam todas as Américas. Em 1760, por exemplo, já não havia colônia americana que não fosse permeada pela Maçonaria.

A primeira loja regular em Portugal data de 1727, embora se tenha notícias de atividades maçônicas antes disso. Em 1744 o Sr. Sebastião José de Carvalho e Melo, português, foi iniciado em Londres, durante uma festa de São João. Esse cidadão português mais tarde foi sagrado Conde de Oeiras e, depois, Marquês de Pombal.

Um outro centro irradiador de idéias e ideais, já desde 1620, era a Faculdade de Medicina, Ciências e Letras, da Universidade de Montpellier, na França; manteve ligações permanentes com figuras como Thomas Jefferson, Benjamin Franklin, John Adam, Domingos Vidal Barbosa, José Mariano Leal, Domingos José Martins, José Joaquim da Maia e José Álvares Maciel entre outros; no século 18, em Montpellier, havia mais do que 10 lojas maçônicas livremente fermentando idéias republicanas nos diferentes estudantes de todos os cantos do mundo.


Primórdios brasileiros

Kurt Prober, que sempre escrevia apoiado em sólida documentação, cita em sua bibliografia (“Cadastro Geral das Lojas Maçônicas”) que a primeira atividade maçônica brasileira que merece registro foi em 1724, na “Academia Brasílica do Esquecidos”, onde foi iniciado o Padre Gonçalves Soares de França, o Coronel (e historiador notável) Sebastião da Rocha Pitta, o Desembargador Caetano de Britto e outros. Mais tarde todas as atas dessa sociedade secreta foram queimadas.

O argentino Alcebíades Lappa, em 1981, em tese internacional, usando um Livro de Atas do Duque de Norfolk, em Londres, provou que o Ir.: Randolph Took foi designado, já em 1735, como Grão-Mestre Provincial para a América do Sul (o que equivalia a dizer Brasil).

E mais ainda, há uma carta do médico inglês Robert Young, em nome da Loja de São João, de Buenos Aires, em 1741, dirigida à Loja de São João do Brasil, recomendando-lhe o Ir.: Richard Lindsey que se encontrava no Brasil.


Há vestígios da existência, em 1750, de um grande Oriente Maçônico, em Salvador, vinculado ao grande Oriente da França, com fortes tendências liberais e republicanas. No Rio em 1752 foi criada a Associação Literária dos Seletos.


GOB

Criado em 17 de junho de 1822, o Grande Oriente do Brasil – GOB, única potência brasileira a deter o reconhecimento primordial, secular e definitivo da Loja-Mãe da Inglaterra, inscrito entre as quatro ou cinco maiores potências maçônicas do mundo, tem cadeira cativa e fortemente destacada na história do país, tanto no período monárquico quanto no republicano. O século 18 foi marcado pelo Iluminismo, o 19 pelas ideologias e o 20 pela emergência e domínio das tecnociências.


Estado da Arte

No século XX três (3) vertentes científicas mudaram a face da humanidade com efeitos revolucionários radicais:

  • a manipulação do átomo (e a energia atômica) => desde a dizimação de cidades inteiras com centenas de milhares de mortos, até a pesquisa na agricultura, na medicina e na química, com radioisótopos para medir taxações diversas, radioterapia, estados de nutrientes etc.; a energia atômica e a física nuclear tocam um papel importante no concerto das nações indicando o parâmetro principal na questão da hegemonia entre eles (quem tem mais manda mais);
  • a manipulação do gene (a biologia molecular e a biotecnologia) => o conhecimento da estrutura genética tem produzido inúmeros benefícios, mormente na agricultura, onde aumentou substancialmente a produção e a produtividade na plantação e colheita dos gêneros horti-fruti-granjeiros; pesquisa de germoplasma têm sido muito importante na construção de cadeias nutrientes mais viáveis e assimiláveis; o estudo de clonagem tem introduzido grandes barateamentos na produção; estima-se que dentro de 30 anos (ou menos) a técnica de criogenia estará totalmente dominada e disseminada;
  • e a tecnologia de redes de computadores => minimizando a tirania que tempo e distância sempre impuseram sobre o gênero humano; com o computador vence-se, em parte, a tirania do tempo, dando-se agilidade às tarefas de memorização; e, pelas redes de computadores, minora-se o efeito maléfico das distâncias a serem vencidas, dado que o homem pode manifestar-se, simultaneamente, em dois ou mais lugares do planeta pelo uso e exploração da tecnologia de redes.

O gênero humano está entre 2 (dois) mundos, quais sejam: o mundo natural (da Natureza) e o mundo cultural (da construção cultural originária da própria mente humana). A cultura é obra do homem que, com o seu fazer e o seu saber, age sobre a NATUREZA. O homem, portanto, muda a Natureza e a Natureza mudada muda o homem; por exemplo: o rio São Francisco, da unidade nacional, é natureza, já sua transposição das águas, é canal, é cultura.

As mudanças, que implicam ruptura com a ordem estabelecida, são todas temáticas; não obstante isso até o início do século XX as mudanças eram administráveis. E agora?!

O quadro atual da humanidade, portanto, tem sido marcado pela entropia e pela difusão caótica dos costumes e dos conhecimentos como se apontasse para o momento da virada total em que surgirá a ORDEM (nascida do caos)! A cultura, que na Idade primitiva era transmitida pela tradição oral – passando pelos monges copistas, da Idade Média, e pela imprensa de João Gutemberg, no Renascimento -, hoje já está sendo veiculada pela multimídia, que é um substrato computadorizado que canaliza Dados, Voz, Vídeo e Videoconferência, sob a forma abstrata de bits, pela rede!

(Fonte: https://www.gob.org.br/maconaria-no-brasil/, data de acesso: 14/02/2022)

VOCÊ SABE O QUE É E O QUE FAZ A MAÇONARIA?

Grão-Mestre do Grande Oriente de São Paulo fala sobre a Ordem que completou 195 anos no Brasil

Por iG São Paulo | 22/08/2017 18:25

Muitas pessoas já ouviram falar, mas pouco se sabe sobre ela. A Maçonaria é uma entidade filantrópica que tem como propósito reunir pessoas comprometidas com o bem comum para atuar na defesa das mudanças sociais. Completando 195 anos no Brasil em 2017, a origem da Ordem se deu em 1822, mesmo ano em que um movimento de maçons brasileiros liderados principalmente por Gonçalves Ledo e José Bonifácio de Andrade e Silva culminou na Proclamação da Independência do Brasil.

MAÇONARIA COMPLETOU 195 ANOS NO BRASIL

Além do Sete de Setembro, a maçonaria também esteve presente em outros momentos fundamentais da história do Brasil, como na Proclamação da República, na Abolição da Escravatura, na redemocratização do País e em outros eventos marcantes, sempre como protagonista na luta pelo progresso e evolução da nossa Pátria. Nos dias atuais, ela luta pela mudança do cenário de crise política e econômica do Brasil, junto com outras organizações da sociedade civil.

Quem explica isso é Benedito Marques Ballouk, Grão-Mestre Estadual do Grande Oriente de São Paulo (GOSP) – título dado ao “número um” da organização maçônica no estado.

“Um exemplo dessa atuação hoje é o Grupo Estadual de Ação Política (GEAP-SP). Uma iniciativa que tem por objetivo lutar pela construção de uma classe política brasileira composta por pessoas comprometidas com os valores éticos, com a Pátria e com o bem comum”, conta.

O Grão-Mestre explica que a estrutura de ação do GEAP é simples. Os maçons recebem os candidatos eletivos em reuniões nas Lojas Maçônicas que os indicaram e deles buscam compromissos que visam resgatar a ética e a cidadania. Mais do que isso, esse grupo político também atua identificando potenciais lideranças maçônicas ou de outras esferas sociais que possam representar esses ideais da transformação, para o bem da sociedade. Todos esses candidatos podem, então, solicitar o apoio da Maçonaria, sendo possível até mesmo orientá-los sobre o processo de filiação aos partidos políticos antes mesmo das coligações, participando assim da formação estratégica dessas lideranças.

“Nas eleições de 2016 a Maçonaria paulista apoiou 27 candidatos a prefeito em todo o estado e 147 vereadores. Deste total foram eleitos 28 representantes do Legislativo, três vice-prefeitos e 10 prefeitos, entre eles João Dória (PSDB) na capital”, pontua Ballouk.

Desconstruindo mitos

Além deste esforço de identificar lideranças dentro e fora da Ordem e apoiá-las para pleitear os espaços hoje ocupados pelos corruptos, a Maçonaria ainda enfrenta a desinformação. Uma parte importante da população ainda alimenta uma visão errada, vendo a Ordem como uma seita mística ou com algum tipo de plano de dominação mundial. Nenhuma dessas conjecturas fantasiosas é real.

Ballouk explica que essa série de mitos foi construída durante séculos e foi alimentada pelo preconceito e pelo medo do desconhecido. Foi daí que surgiu e cresceu o estigma de sociedade secreta, que também não é correto atualmente. Segundo ele, a Maçonaria é apenas uma sociedade discreta e não é, como muitos pensam, uma religião. Ao invés disso, congrega pessoas de diferentes credos em um ambiente de harmonia, paz e confiança entre seus membros.

“O objetivo maior da Ordem é ser uma escola de vida para aqueles interessados em fazer um mundo melhor.

Assim, as reuniões realizadas nos templos maçônicos não são cultos, mas encontros em que são discutidos temas variados, de filosofia a história e atualidades. Maçom em sua origem, significa ‘pedreiro’. Se num passado remoto esses construtores erguiam catedrais e monumentos, hoje eles edificam obras de transformação social – e não são poucas. As iniciativas filantrópicas são uma preocupação permanente de todas as Lojas maçônicas no estado de São Paulo”, comenta o Grão-Mestre do GOSP.

Nessa área, um dos principais projetos empreendidos pela Maçonaria é o Instituto Acácia de Responsabilidade Social. Criado em 2009 e em constante evolução, ele foi idealizado para proporcionar maior integração às ações de tecnologia social das entidades de assistência ligada às Lojas filiadas à

Maçonaria.

“O objetivo é um só: interligar as obras sociais e permitir que o apoio mútuo sirva como combustível para que cada vez mais pessoas sejam alcançadas. Este é um órgão de terceiro setor pronto e preparado para atender as necessidades advindas e relacionadas às outras iniciativas privadas de utilidade pública. Como uma OSCIP, o Instituto está habilitado a colaborar com as entidades associadas, inclusive na captação de recursos do terceiro setor para os projetos sociais”, finaliza.

GOSP

Fundado em 29 de julho de 1921, o GOSP é a instituição Maçônica mais antiga presente no estado de São Paulo, federado ao Grande Oriente do Brasil e reconhecido pela Grande Loja Unida da Inglaterra. Em seus 95 anos teve presença marcante na história do estado, como na Revolução Constitucionalista de 1932. Atualmente o GOSP é composto por 24 mil maçons presentes em todo o estado nas mais de 800 maçonarias.

(Fonte: https://ultimosegundo.ig.com.br/brasil/2017-08-22/maconaria.html, data de acesso: 14/02/2022)

Embora muitas pessoas não saibam, sociedades maçons formadas por mulheres existem há mais de 100 anos; a BBC

Os rituais da supersecreta maçonaria feminina

(https://g1.globo.com/mundo/noticia/os-rituais-da-supersecreta-maconaria-feminina.ghtml, data de acesso: 14/02/2022)

(Fonte: https://pt.wikipedia.org/wiki/Mulheres_e_ma%C3%A7onaria, data de acesso: 14/02/2022)

Link permanente para este artigo: https://espacohomem.inf.br/2022/02/agradecimentos-aos-homens-que-materializam-a-boa-fe-aos-bons-propositos/

Entrevista com a Perita Judicial em Gemologia Deborah Aparecida Assad Bazo

Entrevista com a Perita Judicial em Gemologia Deborah Aparecida Assad Bazo

Deborah Aparecida Assad Bazo

Deborah Aparecida Assad Bazo

Pós-graduação em: Perícias de áudio e imagens, Grafoscopia e documentoscopia. Educação e Perícia ambiental, Ciências forenses. Perita judicial em gemologia, grafoscopia, documentoscopia, áudio e imagens. Graduação em Ciências exatas e biológicas (USP), Geociências e Educação Ambiental USP. Atua no setor de ciências forenses, gemologia, educação, Geoturismo, e Educação Ambiental. Professora Titular: (Especialista) Deborah Bazo Ciências da Comunicação e Geocientista Professora de Programação e Robótica -SESI SP e Perita Judicial ad hoc. Licenciada em Ciências – USP, e Bacharel em Comunicação Social – Publicidade e Propaganda e Comunicação Visual-FAAP. Graduação em Licenciatura em Geociências e Educação Ambiental pela Universidade de São Paulo, USP, Brasil. Especialização em grafoscopia e documentoscopia pela Faculdade de Tecnologia Avançada – FTA. Especialização em Análise fonética forense, Identificação de Falantes, Análise de áudio, vídeo e documentos digitais pela Faculdade de Tecnologia Avançada – FTA. Edição de imagens -ECA- USP. Especialização em Bioarqueologia pela USP e pela Universidade de Sheffield -UK. Atua como Perita judicial e assistente técnica nas áreas de: grafoscopia, documentoscopia, audiovisual, gemologia e arqueologia.Perita Deborah Aparecida Assad Bazo. https://www.linkedin.com/in/deborah-bazo-347657123/ site: https://www.daabpericias.webnode.com. Especialista em audiovisual e leitura facial, degravação e checagem digital. Especialista em transcrição / degravação de imagem e áudio. Especialista em documentoscopia, grafotécnica e grafologia. Especialista em gemologia: diamantes, gemas coradas, metais nobres (ouro, prata, platina), minerais e rochas. Espectroscopia Raman, Raio X e MEV. Especialista em bioarqueologia e arqueologia forense. Graduação em ciências e geociências e educação ambiental, USP. Bacharel e comunicação – FAAP -especializações em áudio, vídeo e fotos. Especialista em avaliação de imóveis – CRECI 107928 desde 2008. Especialista em bioarqueologia e arqueologia forense. Bacharel em comunicação social; FAAP; 1988. Licenciada em ciências com habilitação em matemática, física, química, biologia. Pós-graduação em: perícia vocal forense; cybercrime e cybersecurity; perícia ambiental e perícia judicial. Especializações: Grafotécnica, documentoscopia e construções exóticas. Perícia em imagem. Acústica de áudio. Análise forense vinculada de áudio e vídeo. Gimp – programa de edição de imagens. Degravação de áudio. Reconstrução facial; Sheffield University. Bioarqueologia forense; USP. Practiotioner de microexpressão facial e comportamental Paul Ekmann. Mapeamento da face Paul Ekmann. Informática forense – IPOG. Perícia em acidente de trânsito. Minerais e rochas. Especialista em detecção facial pelo Método Paul Ekman.

CV Lattes: http://lattes.cnpq.br/9955718935592005

Contatos:

Endereço:
Universidade de São Paulo.
AC Butantã c.p. 61557 – Pinheiros
05424970 – São Paulo, SP – Brasil

Telefone: (11) 99994-0547

OBS.: Respeitamos a Liberdade de Expressão de todas as pessoas. As opiniões aqui expressas NÃO refletem as da TV ESPAÇO HOMEM, sendo estas de total responsabilidade das pessoas aqui entrevistadas.

Link permanente para este artigo: https://espacohomem.inf.br/2022/02/entrevista-com-a-perita-judicial-em-gemologia-deborah-aparecida-assad-bazo/

Concorrência Desleal

Plágio na publicidade: O que é, como ocorre e como se proteger? 

Se você trabalha com publicidade e design, esteja no início da carreira ou seja você um “veterano na guerra” desse mercado, é possível que teve ou ainda terá problemas com plágio.

O que muitos ainda não sabem, é que existe a regulamentação do direito autoral, o famoso copyright.

Quer saber mais sobre isso, por que o plágio acontece e como evitá-lo? Então acompanhe o texto a seguir!

O plágio também se aplica à publicidade?

Vivemos em meio a um turbilhão de novas demandas todos os dias, que requerem prazos cada vez menores, sem que se abra mão da excelência, palavra de ordem quando se trata do mercado de criação, um mercado cada dia mais competitivo.

Com isso, cresce a pressão que rodeia as agências de comunicação, que tem como principal ferramenta a criatividade. Tarefa nada fácil, tendo em vista as exigentes expectativas de clientes cada vez mais situados nesse mercado.

Se por um lado esse desafio alimenta o anseio de profissionais de se superarem a cada job entregue, por outro, nos deparamos com a fragilidade que todo criativo encontra ou ainda encontrará pela frente: o plágio.

Segundo Antoine Lavoisier: “na natureza nada se cria, nada se perde, tudo se transforma”, ou ainda segundo o “velho guerreiro” Chacrinha: “nada se cria, tudo se copia”.

Certo?

Continue lendo no site original:

https://gestaodesegurancaprivada.com.br/espionagem-industrial-empresarial-corporativa/

Espionagem Industrial (Empresarial/Corporativa) O que é? Exemplos.

Espionagem industrial, muitas vezes, chamada de espionagem empresarial ou corporativa, de forma geral, é o tipo de espionagem realizada em empresas/industrias, com objetivo obter, sem a autorização dessas, dados ou informações de caráter sigiloso, segredos industriais ou planos estratégicos, para obtenção de vantagens competitivas.

A espionagem corporativa visa obter segredos industrias referente a pesquisa e criação de novos produtos ou serviços, processo de produção ou prestação de serviço. Assim como, informações sobre planos estratégicos, mercados, relações comerciais, dados financeiros ou clientes das empresas.

Espião é definido como um agente empregado para obter dados ou informações de caráter sigiloso relativas a governos, organizações ou pessoas, sem a autorização desses.

A espionagem é considerada crime sempre e pode ser enquadrada em algum dispositivo legal existente na legislação.

Os tipos de espionagem variam de acordo com o alvo escolhido e tipos de informações a serem obtidas

Por José Sérgio Marcondes.
Postado 03/11/2020

Índice do Conteúdo1. O que é Espionagem?
2. O que são Espiões?
3. Quando a espionagem é considerada crime?
4. Quais os Tipos de Espionagens?
5. O que é Espionagem Industria/Empresarial?
6. Formas de Espionagem Empresarial?
7. Exemplos de Casos de Espionagem Industrial
8. Participação do Leitor
9. Indicação de Artigos Complementares
10. Dados para Citação em Trabalhos
11. Referencias Bibliográficas

1. O que é Espionagem?

definição de Espionagem consiste na prática de obter dados ou informações de caráter sigiloso relativas a governosorganizações ou pessoas físicas, sem a autorização desses, para obter certa vantagem militar, política, competitiva, econômica, científica, tecnológica e/ou social.

Conceitos de espionagem segundo dicionário: 1- Ato ou efeito de espionar, de vigiar ou observar em segredo (algo ou alguém) para conseguir informações sigilosas. 2- serviço organizado dedicado a espiar em benefício de um Estado, de um grupo, etc. 2- ofício ou atividade de espião ou de agente secreto

A espionagem refere-se ao ato de colher clandestinamente informações sigilosas sem permissão do titular da informação. Trata-se de uma prática ilegal e punível por lei.

A palavra “espionagem” vem da palavra francesa espionner, que significa “espionar”, e do italiano clássico spione. A palavra spy é originária de várias palavras antigas significando “olhar e observar”, como no latim specere ou no anglo-normando espier.

1.1 Origem

A espionagem não é uma atividade moderna, ou recente. Considera-se que o primeiro espião tenha sido o homem pré-histórico que desejou saber como os membros da tribo vizinha conseguiam produzir o fogo.

A Arte da Guerra, um documento chinês escrito, há mais de 2.500 anos, pelo filósofo e general Sun Tzu, é um dos livros mais lidos na atualidade. Nele, o general descreve como um Estado pode dominar a arte da guerra:

“ … o conhecimento do espírito do mundo tem de ser obtido por adivinhação; a informação sobre a ciência natural deve ser procurada pelo raciocínio intuitivo; as leis do universos podem ser comprovadas pelos cálculos matemáticos; mas as disposições do inimigo só são averiguadas por espiões e apenas por eles” . (Sun Tzu, 1998:105)

A história nos remete a pensar sobre a necessidade de se utilizar espiões para obter conhecimento estratégico relevante sobre a concorrência, uma vez que, em todas ás eras da humanidade, se ouve falar sobre o uso de espionagem e espiões, para se obter vantagens sobre o oponente.

Continue lendo no site original:

https://conelly.com.br/blog/plagio-na-publicidade-o-que-e-como-ocorre-e-como-se-proteger/

Link permanente para este artigo: https://espacohomem.inf.br/2022/02/concorrencia-desleal/

Homenagem aos gênios nascidos em 14 de março

FÍSICO ALBERT EINSTEIN

O dia 14 de março também é lembrado por ser o aniversário do físico Albert Einstein. Ele é considerado um gênio por suas descobertas e por suas teorias.

CIENTISTA STEPHEN HAWKING

Outro nome notório da ciência é Stephen Hawking e ele também será lembrando para sempre no Dia do Pi. O britânico morreu nesta quarta-feira (14) aos 76 anos. Curiosamente, ele nasceu no mesmo dia em que Galileu Galilei morreu, só que 300 anos depois.

(Fontes: https://noticias.r7.com/tecnologia-e-ciencia/saiba-por-que-o-dia-do-pi-e-comemorado-todo-14-de-marco-13032019, data de acesso: 13/02/2022)

Link permanente para este artigo: https://espacohomem.inf.br/2022/02/homenagem-aos-genios-nascidos-em-14-de-marco/

Pelé é internado novamente para dar sequência ao tratamento contra o câncer

O ex-jogador de futebol trata um tumor de cólon, diagnosticado em setembro do ano passado

Correio Braziliense – postado em 13/02/2022 22:10

Pelé anunciou, na noite DIA 13 DE FEVEREIRO, por meio das redes sociais, que está indo para o hospital dar continuidade ao o seu tratamento contra o tumor de cólon. Na postagem, o “rei” se mostrou otimista e afirmou que pretende assistir a decisão do Super Bowl LVI, entre Rams x Bengals.

“Tomara que tenha pipoca, para assistir ao Super Bowl logo mais. Estarei vendo a partida apesar de meu amigo @tombrady não estar jogando. Obrigado por todas mensagens de carinho”, disse.

Também em dezembro e em janeiro, o ex-jogador de futebol esteve internado no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo para tratar a doença, diagnosticado em setembro do ano passado.

Entre agosto e setembro, Pelé passou um mês internado na mesma unidade para tratar um tumor no cólon direito. Ele teve alta no final de setembro e foi encaminhado para tratamento de quimioterapia após cirurgia de remoção do tumor.

(Fonte: https://www.correiobraziliense.com.br/brasil/2022/02/4985050-pele-e-internado-novamente-para-dar-sequencia-ao-tratamento-contra-o-cancer.html, data de acesso: 13/02/2022)

Link permanente para este artigo: https://espacohomem.inf.br/2022/02/pele-e-internado-novamente-para-dar-sequencia-ao-tratamento-contra-o-cancer/

Crise do mercado de trabalho pode persistir pelos próximos dois anos na américa Latina e no Caribe

4 fevereiro 2022

DESENVOLVIMENTO ECONÔMICO

OIT estima que região abriu 2022 com 28 milhões de desempregados; total corresponde a uma taxa de 9,6%; maior parte dos que estão sem trabalho são mulheres; relatório destaca aumento de pessoas no setor informal.

A Organização Internacional do Trabalho, OIT, prevê que a crise do mercado e trabalho na América Latina e no Caribe se estenda pelos próximos dois anos.

A agência sublinha que o crescimento econômico observado em 2021 não foi suficiente para recuperar os milhões de empregos perdidos durante a pandemia.

Referência

A estimativa é que a taxa de desemprego na região no ano passado possa ter ficado em 9,6%, o que representa uma melhora em relação aos 10,6% alcançados em 2020.

A agência lembra, no entanto, que em 2019 houve um retrocesso de 8%. O índice é usado como referência para calcular o impacto dos dois anos da pandemia.

MAIORIA DOS DESEMPREGADOS SÃO MULHERES

A perspectiva do relatório Visão Geral do Trabalho 2021, América Latina e Caribe é que o crescimento econômico seja muito menor em 2022, pouco acima de 2%.

Esta evolução indicaria de forma clara que a região levará mais tempo para sair da crise provocada pela Covid-19.

“Comorbilidades sociais”

O diretor regional da OIT para a América Latina e o Caribe ressalta que a pandemia teve um impacto mais severo por causa de “questões sociais como informalidade e desigualdade”.

Vinícius Pinheiro acrescentou que quando a crise começou, estes fatores “contribuíram para a perda de empregos e renda, sem regimes de proteção social adequados para sustentar as pessoas em um momento tão difícil”.

Ele ressaltou que, deste modo, as perspectivas trabalhistas “são incertas”. A “persistência de infecções devido à pandemia e a perspectiva de crescimento econômico medíocre este ano podem prolongar a crise do emprego.”

ESTIMATIVA É QUE A TAXA DE DESEMPREGO NA REGIÃO NO ANO PASSADO POSSA TER FICADO EM 9,6%

Calcula-se que em torno de 4,5 milhões dos 49 milhões de empregos perdidos entre o final de 2019 e o segundo trimestre de 2020 ainda não tenham sido recuperados.

Desempregados

A maioria dos desempregados são mulheres, segundo o relatório. A taxa média de desemprego para o grupo permaneceu estável durante a pandemia, situando-se em 12,4%.

A OIT destaca que a informalidade também vem crescendo. Entre 60% e 80% dos empregos recuperados até o terceiro trimestre de 2021 eram informais. Metade das pessoas ocupadas está na informalidade.

O relatório ressalta a existência de cerca de 28 milhões de desempregados na região no início de 2022.

(Fonte: https://news.un.org/pt/story/2022/02/1778942, data de acesso: 14/02/2022)

Link permanente para este artigo: https://espacohomem.inf.br/2022/02/crise-do-mercado-de-trabalho-pode-persistir-pelos-proximos-dois-anos-na-america-latina-e-no-caribe/

Homens chamam sargento da PM de ‘gostosa’ e acabam presos

A policial militar estava fardada, trabalhando, quando dois homens de 28 e 34 anos passaram a importuná-la; resultado: receberam voz de prisão

Estado de Minas

Postado em 04/02/2022 13:29

O que há algumas décadas poderia ser considerada apenas uma “abordagem inadequada”, desde 2018 (ano em que a importunação sexual se tornou lei) a famigerada “cantada” vira caso de polícia. Foi o caso de dois homens que resolveram assediar uma sargento da Polícia Militar de 30 anos, nessa quinta-feira (4/2), no Sul de Minas. Resultado: a dupla recebeu voz de prisão e foi parar na delegacia.

“Gostosa” e “essa aí é boa” foram duas das frases ditas pelos homens, de 28 e 34 anos. A dupla viu a policial sozinha, do lado de fora da viatura, no Centro da cidade de Guaxupé, e resolveram importuná-la sexualmente. Isso por volta das 11h45 de ontem (4/2).

A agente de segurança, que estava fardada e trabalhando, evitou a abordagem em um primeiro momento. No entanto, os homens retornaram ao local e continuaram a assediá-la.

A militar, então, acionou uma viatura da PM e outros policiais encontraram os autores no interior do Mercado Municipal da cidade. Os militares ainda acharam uma testemunha, que presenciou a importunação e pediu”respeito” aos dois homens, que não se importaram com a reprimenda.

Os dois receberam voz de prisão pelo crime de importunação sexual.

O artigo 215-A do Código Penal brasileiro, citado pelos militares na hora da prisão e que tipifica a importunação sexual, define como crime “praticar contra alguém e sem a sua anuência ato libidinoso com o objetivo de satisfazer a própria lascívia ou a de terceiro”.

A pena pode variar de reclusão entre 1 e 5 anos, “se o ato não constitui crime mais grave”.

(Fonte: https://www.correiobraziliense.com.br/brasil/2022/02/4982672-homens-chamam-sargento-da-pm-de-gostosa-e-acabam-presos.html, data de acesso: 14/02/2022)

Link permanente para este artigo: https://espacohomem.inf.br/2022/02/homens-chamam-sargento-da-pm-de-gostosa-e-acabam-presos/

Cerca de 515 brasileiros têm pênis amputados por ano; entenda as causas

O número cresceu 1.604% no Brasil nos últimos 14 anos. Higienização correta e uso de preservativo podem prevenir desfecho; saiba como avaliar os sintomas

Talita de Souza

Postado em 03/02/2022 21:12 / atualizado em 04/02/2022 14:54

O câncer de pênis é o principal responsável por mais de 7,2 mil amputações do órgão no Brasil nos últimos 14 anos. O procedimento cresceu 1.604% nas salas de cirurgia brasileiras nesse mesmo período, o que representa uma média de 515 brasileiros que perdem o órgão genital — a cada ano. Os dados foram coletados pela Sociedade Brasileira de Urologia (SBU), a partir de informações do Ministério da Saúde.

“O Brasil é um dos campeões mundiais na incidência de câncer de pênis, o qual é facilmente evitável com a higiene íntima e tratamento da fimose. Infelizmente, a desinformação e a dificuldade de acesso à saúde fazem com que muitos homens tenham o órgão genital amputado e morram pelo tumor”, lamenta Ubirajara Barroso Jr, diretor da Escola Superior de Urologia.

Com a falta de informação e cuidado da população masculina, o câncer de pênis segue como um principais vilões da saúde dos homens. Nos últimos 14 anos, as regiões Sudeste e Nordeste foram as que mais registraram casos do tumor, com 3.162 e 2.574 diagnósticos, respectivamente. As duas regiões também foram as que apresentaram maior incidência de amputações — foram 2.872 casos no Sudeste e 2.104 no Nordeste.

Já o Centro-Oeste aparece em segundo lugar quando são comparados o número de casos de câncer peniano por cada 100 mil habitantes homens: a taxa de incidência da região é de 9,42, pouco atrás da região campeã de incidência, a Nordeste (9,93).

Em 2021, o Datasus registrou 1.791 casos no país, um valor menor do que os registrados nos últimos quatro anos. Para a SBU, a baixa nos casos é, na verdade, um reflexo da diminuição do número de homens que procuraram hospitais e especialistas durante a pandemia.

O câncer de pênis está relacionado, principalmente, à falta de cuidado na higiene do órgão, como o erro de não “afastar a pele que recobre a cabeça do pênis, o prepúcio, para fazer a lavagem dele”. Fimose, contaminação por HPV (Papolomavírus humano) e tabagismo também podem influenciar o surgimento da doença.

Por isso, especialistas apontam que além da higienização correta, é preciso que homens se vacinem contra a HPV e usem preservativo para prevenir infecções sexualmente transmissíveis (ISTs). De acordo com o Datasus, a média da cobertura vacinal da segunda dose da vacina contra o HPV em meninos de 11 e 14 anos é de apenas 35,6%.

Durante o mês de fevereiro, a SBU irá promover encontros virtuais e ações de conscientização sobre o câncer de pênis. Além disso, a instituição escolheu o dia 4 de fevereiro, Dia Mundial de Combate ao Câncer, para promover um mutirão de cirurgias de circuncisão em estados do Norte e do Nordeste.

O procedimento remove o prepúcio, o que facilita a higienização, previne a contaminação pelo HPV e diminui as chances de desenvolver o câncer de pênis. “Nessa campanha, a SBU pretende divulgar essas informações, fazendo com que os homens se conscientizem da importância desses cuidados para evitar essa doença, e também alertando sobre a necessidade de consultar um especialista assim que seja notada alguma alteração nesse órgão”, enfatiza Alfredo Canalini, presidente da SBU.

Desigualdade social e desinformação são fatores de risco para homens

As medidas de prevenção contra a covid-19 também agravaram desigualdades sociais no Brasil, um dos fatores que promovem a falta de informação e propiciam o surgimento de novos casos. “O câncer é raro na população ocidental, porém representa uma doença destrutiva que tende a ser mais prevalente nos países em desenvolvimento. No Brasil pode representar 17% de todos os tumores em certas regiões”, explica o médico Ubirajara.

A médica e diretora de comunicação da SBU, Karin Anzolch, concorda e revela que não é raro a instituição se deparar com pessoas, em campanhas educativas, que não sabem que é possível desenvolver câncer no pênis.

“Infelizmente, apesar de sermos um dos países no mundo com maior incidência da doença, a desinformação ainda é muito grande. Muita gente sequer sabe que pênis também pode ter câncer e, mais, que pode ser prevenível com medidas relativamente simples”, detalha.

Fique alerta aos sinais: sintomas que podem revelar um diagnóstico precoce

Pessoas que têm pênis precisam ficar alertas para qualquer mudança na genitália. Qualquer sinal de alteração súbita ou persistente deve ser levado a sério e observado por um urologista, o especialista da área.

“O homem deve suspeitar de qualquer alteração no seu pênis, como ferida que não cicatriza, nódulos, secreções saindo do prepúcio, área vermelha endurecida, sangramentos vindo da glande (aquela que não é exposta) e pruridos (coceiras). É recomendável procurar um urologista se perceber qualquer lesão no pênis, pois ela pode ser ‘pré-maligna’, evitando assim, a evolução para o câncer propriamente dito”, orienta José de Ribamar Calixto, da SBU.

(Fonte: https://www.correiobraziliense.com.br/ciencia-e-saude/2022/02/4982492-cerca-de-515-brasileiros-tem-penis-amputados-por-ano-entenda-as-causas.html, data de acesso: 14/02/2022)

Link permanente para este artigo: https://espacohomem.inf.br/2022/02/cerca-de-515-brasileiros-tem-penis-amputados-por-ano-entenda-as-causas/